ads-geral-topo
Esportes

Renato Augusto faz duas vezes e Corinthians abre vantagem sobre o São Paulo

Renato fez dois bonitos gols e pôs o Corinthians mais perto de disputar a decisão pelo segundo ano seguido

Por Estadão

4 mins de leitura

em 26 de jul de 2023, às 09h43

Foto: Rodrigo Coca/Corinthians

Renato Augusto decidiu um equilibrado Majestoso nesta terça-feira (25) e deu vantagem ao Corinthians na briga com o São Paulo por uma vaga à final da Copa do Brasil. No jogo de ida das semifinais, com recorde de público na Neo Química Arena, o meio-campista marcou os dois gols da vitória corintiana por 2 a 1 sobre a equipe tricolor, que foi dominante na maior parte do jogo mas, ao contrário do rival, mostrou-se ineficiente no ataque.

Renato fez dois bonitos gols e pôs o Corinthians mais perto de disputar a decisão pelo segundo ano seguido. Em 2022, a equipe foi derrotada pelo Flamengo nos pênaltis. Luciano marcou para o São Paulo, que, como diante do Palmeiras, mostrou bom futebol, mas não foi suficiente para derrubar o tabu de nunca vencer o rival na Neo Química Arena.

Os rivais se reencontram no dia 16 de agosto, no Morumbi, para definir quem jogará contra Grêmio ou Flamengo a final da Copa do Brasil. O Corinthians joga pelo empate e o São Paulo por uma vitória por dois gols. Caso vença por um, a definição da vaga será nos pênaltis.

O primeiro tempo em Itaquera foi ruim. O Corinthians se limitou a se defender e o São Paulo teve mais a bola, mas pouco produziu com ela nos pés. Chutes de fora da área de Pablo Maia, Michel Araújo, do lado são-paulino, e Renato Augusto, por parte dos corintianos, foram o que melhor fizeram as equipes na etapa inicial.

O intervalo fez bem aos dois. Provavelmente, as palavras de Vanderlei Luxemburgo e Dorival Junior contribuíram para que os times retornassem mais dispostos a jogar, a tentarem estar à altura da importância de um Majestoso.

O técnico do Corinthians também mexeu em suas peças. Lançou Adson no lugar de Ruan. A equipe melhorou rápido, tanto que foi às redes aos dois minutos graças ao talento de seu maestro. Renato Augusto bateu da intermediária no canto direito de Rafael, em um lugar em que o goleiro são-paulino jamais alcançaria.

Ocorre que, como aconteceu contra o Palmeiras, o São Paulo não encolheu. Colocou a bola no chão e foi buscar o empate, que veio com Luciano. Ex-jogador do Corinthians, o atacante contou com a sorte ao ver seu chute bater na trave e no calcanhar de Cássio antes de entrar.

Na comemoração, Luciano chutou a bandeira de escanteio e encarou milhares de corintianos nas arquibancadas, o que gerou a ira de Renato Augusto e Luxemburgo, além de um amarelo ao atacante do São Paulo.

O time de Dorival jogou como seu técnico quis e, depois do gol, esteve à vontade na casa do rival. Manteve o volume de jogo e criou chances até para virar o jogo. Faltou, porém, efetividade, atributo que o Corinthians mostrou.

Acuada, a equipe alvinegra nada fazia. Eram 12 chutes dos visitantes contra três dos anfitriões. Mas o Corinthians tem Renato Augusto, que faz o que poucos fazem no Brasil quando está bem fisicamente. O meio-campista recebeu primoroso lançamento de Murillo, dominou driblando Caio Paulista dentro da área e bateu com força, por cima de Rafael, assegurando a vitória em casa.

Luxemburgo tirou Renato Augusto nos acréscimos e ofereceu ao jogador a ovação da torcida, que gritou o nome do protagonista da noite. Não fosse ele, o Corinthians não comemoraria a vitória que lhe deixa em vantagem na semifinal.

FICHA TÉCNICA

CORINTHIANS 2 X 1 SÃO PAULO

CORINTHIANS – Cássio; Fagner, Gil, Murillo e Fábio Santos; Fausto vera (Matheus Araújo), Maycon (Roni), Renato Augusto (Bruno Méndez) e Ruan Oliveira (Adson); Róger Guedes e Yuri Alberto (Felipe Augusto). Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

SÃO PAULO – Rafael; Rafinha, Arboleda, Beraldo e Caio Paulista; Pablo Maia, Alisson, Wellington Rato (Erison) e Michel Araújo (Rodrigo Nestor, depois Jhegson Mendez); Luciano (David) e Calleri (Juan). Técnico: Dorival Júnior.

GOLS – Renato Augusto, aos 2 e aos 35 e Luciano, aos 9 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO – Wilton Pereira Sampaio (GO).

CARTÕES AMARELOS – Luciano, Pablo Maia e Beraldo (São Paulo).

PÚBLICO – 46.955 presentes.

RENDA – R$ 2.690.717,50.

LOCAL – Neo Química Arena.

Estadao Conteudo

Receba as principais notícias do dia no seu WhatsApp e fique por dentro de tudo! Basta clicar aqui.

ads-geral-rodape