ads-geral-topo
Internacional

EUA: furacão Idalia atinge a Flórida e obriga retirada de moradores

O Aeroporto Internacional de Tampa fechou e os voos foram interrompidos na costa leste dos Estados Unidos, atingida por outro furacão, o Franklin, vindo do Atlântico

Por Estadão

em 30 de ago de 2023, às 11h07

4 mins de leitura

Foto: NOAA

O furacão Idalia atingiu o Estado da Flórida, nos Estados Unidos, nesta quarta-feira, 30, após provocar danos em diversas regiões de Cuba. O furacão chegou na Flórida com uma categoria 3, apesar de autoridades terem sinalizado que a tempestade teria categoria 4.

O Idalia deve avançar em direção a região do Big Bend, no norte do Estado. Os residentes da Flórida que vivem em áreas costeiras vulneráveis receberam ordens para saírem de suas casas enquanto o furacão Idalia ganhava força nas águas do Golfo do México. As autoridades alertaram sobre uma “tempestade catastrófica e ventos destrutivos”.

O governador da Flórida e candidato presidencial republicano, Ron DeSantis, decretou estado de emergência na Florida e afirmou que o furacão Idalia deve ser o furacão mais forte a atingir a região em mais de um século.

O furacão Idalia alternou entre as categorias 3 e 4 na manhã desta quarta-feira, mas atingiu a Flórida com uma escala 3, segundo informou o Centro Nacional de Furacões dos EUA.

Os furacões são medidos em uma escala de cinco categorias, sendo a categoria 5 a mais forte. Uma tempestade de categoria 3 é a primeira na escala considerada um grande furacão e o Centro Nacional de Furacões afirma que uma tempestade de categoria 4 traz “danos catastróficos”.

Avisos

Na ilha de Cedar Key, a comissária municipal Sue Colson juntou-se a outras autoridades municipais na terça-feira para empacotar documentos na Prefeitura. Ela tinha uma mensagem para os quase 900 residentes que estavam sob ordens obrigatórias de sair da ilha. Mais de uma dúzia de policiais estaduais foram de porta em porta alertando os moradores sobre os efeitos da tempestade, como grandes alagamentos. “Uma palavra: vá embora”, disse Colson. “Não é algo para discutir.”

Nem todos estavam atendendo ao aviso. Andy Bair, proprietário do Island Hotel, disse que pretendia “tomar conta” de sua pousada, que antecede a Guerra Civil. O prédio não inundou nos quase 20 anos em que ele é proprietário, nem mesmo quando o furacão Hermine inundou a cidade em 2016.

Os pedágios foram isentos nas rodovias da Flórida, abrigos foram abertos e os hotéis já estão preparados para receberem pessoas que tiveram que sair de suas casas. Mais de 30 mil trabalhadores de serviços públicos estavam se reunindo para fazer reparos o mais rápido possível após o furacão. Cerca de 5.500 soldados da Guarda Nacional foram ativados.

Em Tarpon Springs, uma cidade costeira no noroeste do Estado, 60 pacientes foram retirados de um hospital devido à preocupação com as tempestades.

Ajuda federal

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, aprovou na segunda-feira, 28, uma declaração de emergência para a Flórida, garantindo ajuda federal para lidar com o furacão Idalia.

“Conversei com o governador ontem à noite, estamos fornecendo a ele tudo o que ele possa precisar. Estamos em contato constante”, disse Biden na terça-feira, 29, sobre DeSantis, que como ele está concorrendo à presidência em 2024.

O Aeroporto Internacional de Tampa fechou e os voos foram interrompidos na costa leste dos Estados Unidos, atingida por outro furacão, o Franklin, vindo do Atlântico.

Cuba

As fortes chuvas desencadeadas pelo furacão Idalia no oeste de Cuba deixaram inundações em várias cidades e mais de 200 mil pessoas sem eletricidade, segundo as autoridades locais. Uma das áreas mais afetadas é a área de produção de tabaco em Pinar del Río. Esta região ainda não se recuperou da passagem do furacão Ian, que em setembro passado deixou pelo menos dois mortos. (Com agências internacionais).

Estadao Conteudo

Receba as principais notícias do dia no seu WhatsApp e fique por dentro de tudo! Basta clicar aqui.

ads-geral-rodape