ads-geral-topo
Esportes

Botafogo perde 3ª seguida, tem título ameaçado e Vasco sai do Z-4

O título, que era dado como certo, já não está tão na mão da equipe alvinegra, que viu Palmeiras, Red Bull Bragantino e Grêmio entrarem na briga direta

Por Estadão

em 07 de nov de 2023, às 09h00

3 mins de leitura

Foto: Leandro Amorim/Vasco da Gama

O Botafogo conheceu nesta segunda-feira a sua terceira derrota consecutiva no Brasileirão. O líder do campeonato perdeu para o Vasco, por 1 a 0, em São Januário, pela 32ª rodada. O título, que era dado como certo, já não está tão na mão da equipe alvinegra, que viu Palmeiras, Red Bull Bragantino e Grêmio entrarem na briga direta.

O Botafogo continua com 59 pontos, mesma pontuação do Palmeiras, mas o time carioca tem um jogo a menos. Red Bull Bragantino tem 58 e também com um jogo a menos, enquanto o Grêmio soma 56. A vitória foi crucial para o Vasco deixar a zona de rebaixamento. A equipe cruzmaltina chegou aos 37 e empurrou o Cruzeiro, também com 37, para a zona da degola pelo número de vitórias: 10 a 9.

Os rivais fizeram um primeiro tempo truncado, com poucas oportunidades de gol. O Botafogo teve mais volume de jogo, mas pouco produziu e ainda deu espaço para o seu rival, que aproveitou para sair na frente do marcador. Aos 28 minutos, Paulo Henrique deixou Marçal e Bastos para trás e acertou um bonito chute rasteiro para superar Lucas Perri.

Após o gol, o Vasco cresceu e passou a pressionar o Botafogo. Aos 36, em bola alçada para a área, Paulo Henrique pegou a sobra e jogou nas mãos de Perri. Mais tarde, aos 42, foi a vez de Zé Gabriel acertar a trave, mas a arbitragem já havia sinalizado toque de mão do volante.

O Vasco continuou melhor e chegou a marcar com Gabriel Pec, mas a arbitragem pegou impedimento de Paulo Henrique e anulou o lance. O time da casa teve ainda mais uma chance de ampliar. Aos 47, Paulinho recebeu dentro da área e cabeceou rente à trave.

No segundo tempo, o Botafogo tentou abafar o Vasco, mas continuou deixando espaços no meio de campo e viu o rival quase ampliar a vantagem aos três minutos. Paulo Henrique acionou Paulinho pela esquerda. Ele rolou para Gabriel Pec, que exigiu grande defesa de Lucas Perri.

Sem conseguir atacar, o Botafogo abriu mão de um zagueiro e colocou mais um homem de frente. Diego Costa entrou para reforçar o setor ofensivo do clube alvinegro. Chegou em um momento que Lúcio Flávio adiantou ainda mais o time, mas não conseguiu passar pela defesa do Vasco, que esteve impecável.

Nos minutos finais, o Vasco esteve mais perto do segundo gol do que sofrer o empate. O time mandante, então, segurou o rival, que conheceu mais uma derrota no Brasileirão e viu a pressão aumentar nesta reta final de torneio.

Na próxima rodada, o Botafogo recebe o Grêmio na quinta-feira, às 20h, no estádio São Januário, no Rio. Já o Vasco teve o duelo com o Cruzeiro adiado e só volta a campo frente ao América-MG no domingo, às 18h30, também em São Januário.

FICHA TÉCNICA

VASCO 1 X 0 BOTAFOGO

VASCO – Léo Jardim; Paulo Henrique, Maicon, Medel e Lucas Piton; Zé Gabriel, Praxedes e Paulinho (Jair); Gabriel Pec (Léo), Erick Marcus (Alex Teixeira) e Vegetti. Técnico: Ramón Díaz.

BOTAFOGO – Lucas Perri; Di Placido (Carlos Alberto), Philipe Sampaio, Bastos (Diego Costa) e Marçal (Hugo); Danilo Barbosa, Tchê Tchê e Eduardo; Júnior Santos (Segovinha), Tiquinho Soares e Victor Sá (Luis Henrique). Técnico: Lúcio Flávio.

GOL – Paulo Henrique, aos 28 minutos do primeiro tempo.

CARTÕES AMARELOS – Danilo Barbosa, Diego Costa, Tiquinho Soares e Marçal (Botafogo); Medel e Paulinho (Vasco).

ÁRBITRO – Leandro Pedro Vuaden (RS).

RENDA – R$ 1.033.486,00.

PÚBLICO – 21.043 total.

LOCAL – Estádio São Januário, no Rio de Janeiro (RJ).

Estadao Conteudo

Receba as principais notícias do dia no seu WhatsApp e fique por dentro de tudo! Basta clicar aqui.

ads-geral-rodape