ads-geral-topo
Internacional

Número de mortos por incêndios florestais no Chile sobe para 100

Mais de 3 mil casas foram destruídas pelos incêndios, de acordo com as autoridades chilenas. Cerca de 370 pessoas estavam desaparecidas em Viña del Mar

Por Estadão

em 05 de fev de 2024, às 08h35

2 mins de leitura

Foto: Reprodução

Os incêndios florestais na região de Valparaíso, no centro do Chile, e em Viña del Mar, já deixaram ao menos 100 mortos, segundo dados do governo local. Mais de 3 mil casas foram destruídas pelos incêndios, de acordo com as autoridades chilenas. Cerca de 370 pessoas estavam desaparecidas em Viña del Mar, disse a prefeita Macarena Ripamonti.

Mais cedo, em pronunciamento na rede de televisão, durante visita à Quilpué, uma área de colinas povoadas nos arredores de Viña del Mar, a cerca de 90 km de Santiago, o presidente do Chile, Gabriel Boric, afirmou que o número de mortos deve aumentar.

“Sabemos que vai crescer significativamente”, afirmou Boric.

Ele decretou luto nacional por dois dias a partir da segunda-feira e determinou envio de ajuda militar e de saúde à região.

Segundo Boric, os incêndios florestais deste fim de semana são a maior tragédia que o país enfrenta desde o terremoto de 27 de fevereiro de 2010.

Estima-se que 92 incêndios florestais estavam ocorrendo no centro e no sul do país. O governador regional de Valparaíso, Rodrigo Mundaca, disse à imprensa que as autoridades suspeitam que alguns dos incêndios foram intencionais.

Boric disse que as autoridades estão tentando identificar os responsáveis, mas prometeu aplicar o poder da lei sobre eventuais responsáveis.

O governo pediu às pessoas que evacuem várias cidades ao redor de Valparaíso, e as autoridades estabeleceram toques de recolher noturnos para evitar saques e garantir que as estradas estejam livres para veículos de emergência.

Os incêndios no Chile ocorrem dias depois de a Colômbia, no extremo norte da América do Sul, ter sido atingida por incêndios florestais.

Tanto a Colômbia quanto o Chile enfrentam temperaturas extremas no último mês em decorrência da intensidade do fenômeno climático El Niño.

*Com informações da Dow Jones Newswires

Estadao Conteudo

Receba as principais notícias do dia no seu WhatsApp e fique por dentro de tudo! Basta clicar aqui.

ads-geral-rodape