ads-geral-topo
Esportes

Flamengo vence Millonarios, fica em 2º no grupo e se classifica na Libertadores

Empurrado pela força vinda das arquibancadas, o Flamengo tomou conta da partida desde o primeiro apito do árbitro

Por Estadão

4 mins de leitura

em 29 de maio de 2024, às 11h04

Foto: Gilvan de Souza / CRF

O Flamengo não teve dificuldades para derrotar o Millonarios, por 3 a 0, nesta terça-feira, no Maracanã, e se garantir nas oitavas de final da Copa Libertadores. O time do técnico Tite terminou em segundo lugar no Grupo E, com dez pontos, atrás do Bolívar, que bateu, na Bolívia, o Palestino por 3 a 1 e terminou com 13 pontos.

Empurrado pela força vinda das arquibancadas, o Flamengo tomou conta da partida desde o primeiro apito do árbitro. O primeiro gol não demorou a sair e teve ajuda do adversário. O goleiro Álvaro Monteiro bobeou em uma bola recuado, Pedro foi mais esperto e abriu o placar, aos deis minutos.

Só o Flamengo estava no ataque. Allan e De la Cruz tiveram chance de marcar, mas o segundo gol saiu em nova ‘ajuda’ do Millonarios. David Luiz fez bela jogada pela direita e tocou para Gerson. O meia bateu colocado e o zagueiro Vargas desviou de cabeça para a própria meta, aos 25 minutos: 2 a 0.

Com a vantagem no placar e a facilidade para dominar a partida, o Flamengo relaxou e o Millonarios criou grande oportunidade aos 35 minutos, quando Daniel Silva, livre, cabeceou para fora.

Aos 40, Ayrton Lucas saiu com uma lesão na coxa esquerda. Viña entrou em seu lugar e precisou de apenas três minutos para fazer bela jogada pelo meia e fazer linda assistência para Pedro. O atacante bateu colocado e fez o gol, mas o bandeira apontou impedimento. O VAR na sequência validou o lance: 3 a 0, Flamengo.

Sem ter o que perder, o Millonarios voltou para o segundo tempo com a intenção de atacar o Flamengo. Até conseguiu ficar mais tempo no campo de ataque, mas abriu espaços para a equipe rubro-negra. Pedro quase fez um golaço, enquanto Arrascaeta e Gerson levaram perigo para Álvaro Montero. O lance mais bonito ocorreu aos 15 minutos, quando Cebolinha disparou pela esquerda e bateu bonito, mas a bola saiu por pouco.

Apesar de suas limitações, o Millonarios foi valente e David Silva acertou uma bomba da entrada da área para bela defesa de Rossi, aos 19 minutos. Quatro minutos depois foi a vez de Montero mostrar muito reflexo após finalização de Pedro.

Os últimos 15 minutos foram em ritmo de treino, com a marcação frouxa, as equipes se revezaram no ataque. Luiz Araújo chutou por cima mais uma chance do Flamengo, enquanto Banguero fez com que Rossi praticasse mais uma defesa.

O único momento destoante ocorreu aos 38 minutos, quando Bruno Henrique, que havia entrado em campo aos 35, foi expulso por falta em Paredes. O árbitro no primeiro momento deu cartão amarelo, mas depois foi orientado pelo VAR a trocar pelo vermelho.

Daí em diante o jogo foi marcado pela festa da torcida, que comemorou a 100ª vitória do Flamengo em Libertadores e a invencibilidade de 27 jogos (16 vitórias seguidas) em casa na principal competição sul-americana.

FICHA TÉCNICA

FLAMENGO 3 X 0 MILLONARIOS-COL

FLAMENGO – Rossi; Varela, Léo Ortiz, David Luiz e Ayrton Lucas (Viña); Allan, De La Cruz (Pulgar), Gerson (Bruno Henrique) e Arrascaeta (Lorran); Éverton Cebolinha (Luiz Araújo) e Pedro. Técnico: Tite.

MILLONARIOS-COL – Álvaro Montero; Delvin Alfonzo, Llinás, Vargas e Arias (Carvajal); Giraldo (Árevalo), Juan Pereira (Larry Vásquez), Banguero, David Silva (Paredes) e Daniel Ruiz (Quiñones); Emerson Rodríguez. Técnico: Alberto Gamero.

GOLS – Pedro aos seis, Vargas (contra) aos 25 e Pedro aos 43 minutos do primeiro tempo.

CARTÃO AMARELO – Giraldo.

CARTÃO VERMELHO – Bruno Henrique.

ÁRBITRO – Facundo Tello (ARG).

RENDA – Não disponível.

PÚBLICO – 64.268 torcedores.

LOCAL – Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ).

Estadao Conteudo

Receba as principais notícias do dia no seu WhatsApp e fique por dentro de tudo! Basta clicar aqui.

ads-geral-rodape