ads-geral-topo
Entretenimento

Espírito Santo se prepara para sediar primeira Expofeira da Mulher Rural

O objetivo é mostrar o trabalho e o talento da Mulher Produtora Rural que, na maioria das vezes, trabalha em regime de agricultura familiar

Por Redação

3 mins de leitura

em 19 de jun de 2024, às 11h20

Foto: Divulgação

A 1° Expofeira da Mulher Rural do Espírito Santo conta com a parceria da Secretaria Estadual das Mulheres e a Agência de Desenvolvimento das Micro e Pequenas Empresas e do Empreendedorismo (Aderes). O evento será nos dias 28, 29 e 30 de julho, no Espaço Rural João Aroldo, em Laranja da Terra, no Distrito de Sobreiro.

O objetivo é mostrar o trabalho e o talento da Mulher Produtora Rural que, na maioria das vezes, trabalha em regime de agricultura familiar, sem oportunidade de divulgar os produtos frutos do seu trabalho. A ação acontece em parceria com a Casa da Mulher, entidade que fomenta o empreendedorismo feminino há 30 anos.

A Secretária de Estado das Mulheres, Jacqueline Moraes, destacou que as mulheres rurais merecem atenção, respeito e apoio. “É urgente que reconheçamos o papel crucial das mulheres rurais. Muitas das vezes são elas que estão à frente dos negócios e também ocupam mais o campo do empreendedorismo, por isso, se faz necessário fortalecer sua valorização. Podemos construir um mundo onde as mulheres do campo tenham as ferramentas e o reconhecimento que merecem para alcançar todo o seu potencial”.

“Teremos música, toque da concertina, gastronomia pomerana, entretenimento, entre outros. O município é um dos maiores produtores de banana do Espírito Santo, assim, a Expofeira da Mulher Rural reuniu várias produtoras locais para a produção do maior doce de banana sem açúcar do mundo, que será apresentado no evento domingo, a partir das 15h”, informou a organizadora do evento, Sandra Gomes.

Mulheres rurais

As mulheres estão cada vez mais participativas no campo. Atualmente ocupam mais de 30% dos cargos gerenciais do agronegócio brasileiro, porém atuam em outros diversos setores do agro, como pesquisadoras, pecuaristas, agricultoras, produtoras, engenheiras agrônomas, empreendedoras, entre outros.

De acordo com pesquisa realizada pela Associação Brasileira do Agronegócio (ABAG), 59,2% das mulheres que atuam na área são proprietárias ou sócias e 10,4% são funcionárias ou colaboradoras. Além disso, 57% participam ativamente de sindicatos e associações rurais.

Segundo dados do Volume III do Mulheres no Agronegócio (Edição Especial), do Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada), de 2019, houve uma evolução positiva da participação da mulher na população ocupada no agronegócio. Isso está atrelado, principalmente, ao crescimento dos empregos de maior qualificação e para mulheres acima de 30 anos; o que significa a ampliação de oportunidades e surgimento de melhores postos para trabalhadoras do Agro.

A Secretaria Estadual das Mulheres está com vagas abertas para empreendedoras rurais que desejam participar do evento. Além disso, empreendedoras de qualquer segmento que têm o interesse em fazer parte de eventos da Secretaria Estadual das Mulheres também podem preencher o formulário.

Clique aqui e preencha o formulário.

Receba as principais notícias do dia no seu WhatsApp e fique por dentro de tudo! Basta clicar aqui.

ads-geral-rodape