ads-geral-topo
Saúde e Bem-estar

Gripe: entenda por que é importante tomar a vacina anualmente

Mesmo assim, há quem deixe de se proteger porque acredita que a vacina provoca gripe logo após a imunização. No entanto, o pneumologista da Samp garante que não há a menor chance disso acontecer.

Por Redação

em 19 de maio de 2023, às 08h05

3 mins de leitura

Foto: Divulgação

Você já tomou a vacina de gripe este ano? De acordo com o Ministério da Saúde, somente 25% do público-alvo foi vacinado contra a gripe desde o início da campanha em abril. No Espírito Santo, a vacinação já está disponível para toda a população acima de seis meses de idade. Mas, afinal, é realmente necessário tomar a vacina todos os anos?

De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), o aumento das infecções respiratórias e o estoque de doses disponíveis foi o que motivou a ampliação da vacinação para todos os públicos.  A vacina é a principal forma de evitar casos mais graves de gripe, como explica o pneumologista da Samp Fabrício Smiderle:

“Uma vez imunizado, quando o organismo entrar em contato contra esse micro-organismo, o sistema imunológico interrompe o processo de infecção, fazendo com que a pessoa não desenvolva sintomas da doença ou, quando os desenvolve, o faz de forma branda, com sintomas leves, sem risco da gravidade da doença. No caso da gripe (vírus Influenza), previne a evolução para Síndrome Respiratória Aguda Grave, que pode levar à morte”, esclarece o médico.

Mesmo assim, há quem deixe de se proteger porque acredita que a vacina provoca gripe logo após a imunização. No entanto, o pneumologista da Samp garante que não há a menor chance disso acontecer.

“Existem efeitos adversos quando o paciente recebe a dose de qualquer vacina. As principais são: febre, mal-estar e dor ou inchaço no local da aplicação. Como a vacina da gripe é feita com partículas de superfície do vírus e não com o vírus vivo atenuado, não há a menor hipótese de gerar a doença. O que muitas vezes ocorre é que o paciente, próximo à dose da vacina ou um pouco após, passa a desenvolver um resfriado comum (causado por outros vírus, como o Rinovírus), o que é muito comum no outono e muito fácil de confundir os sintomas”, afirma.

Por que se vacinar todos os anos?

Não basta tomar a vacina uma única vez, é fundamental repetir a dose de imunização todos os anos. Isso porque, vírus como o Influenza estão sempre se modificando e a vacina do ano passado pode não ser suficiente para te proteger esse ano.

“Alguns vírus, como o Influenza, devido à sua estrutura, se modificam muito de um ano para o outro. Por isso, a vacina recebida no último ano pode não ser eficaz contra o vírus circulante neste ano. Então, as farmacêuticas sempre estão atualizando as vacinas para que possam continuar com a eficácia de sempre”, explica.

Além da vacinação contra a gripe, também é importante manter as doses de reforço da Covid-19 em dia. Uma vacina não substitui a outra. “Cada vacina é feita utilizando as especificidades de cada micro-organismo. Como os micro-organismos são diferentes estruturalmente entre si, não há como o sistema imunológico reconhecer o Sars-cov2 quando está apenas imunizado contra o Influenza”, conclui o pneumologista da Samp.

Receba as principais notícias do dia no seu WhatsApp e fique por dentro de tudo! Basta clicar aqui.

ads-geral-rodape