ads-geral-topo
Nacional

Aparecida espera 330 mil romeiros no feriado da padroeira

A expectativa é de um público pelo menos igual ao do ano passado, quando 330 mil pessoas visitaram a basílica durante as celebrações

Por Estadão

5 mins de leitura

em 10 de out de 2023, às 16h06

Foto: Reprodução

Às vésperas do feriado da padroeira do Brasil, nesta quinta-feira, 12, milhares de peregrinos seguem em caminhada para o Santuário Nacional de Aparecida, no Vale do Paraíba, interior de São Paulo. A expectativa é de um público pelo menos igual ao do ano passado, quando 330 mil pessoas visitaram a basílica durante as celebrações.

O culto à Nossa Senhora Aparecida remonta há mais de 200 anos. A romaria é a maior do Brasil.

A segurança nas vias de acesso a Aparecida foi reforçada. A “Operação Santuário Nacional de Aparecida 2023”, da Polícia Rodoviária Federal (PRF), iniciada no dia 5, ganhou o apoio de um pelotão de motocicletas, veículos mais ágeis para deslocamento no trânsito. Outra novidade este ano é o contador de pedestres, instalado em uma praça de pedágio que, pela primeira vez, utiliza inteligência artificial para contabilizar a passagem de pessoas em marcha.

Conforme a chefe do Núcleo de Policiamento da PRF em Roseira, Rafaela Vaz, os peregrinos a pé ou de bicicleta devem usar o acesso do km 75 da Dutra (primeiro acesso) para se dirigirem ao santuário. Os veículos serão direcionados para outros acessos, especialmente o do km 71.

A prefeitura de Aparecida fez alterações no sistema viário local para facilitar o movimento dos romeiros. No dia 12, todos os acessos locais à Praça Nossa Senhora Aparecida serão fechados.

Apesar da segurança, já há registro de acidentes envolvendo peregrinos. Na tarde de domingo, 8, um romeiro foi atropelado no km 152 da Dutra, em São José dos Campos, quando caminhava pelo canteiro da pista em direção a Aparecida. O motorista fugiu do local sem prestar socorro, segundo a PRF. Com fratura no braço, a vítima foi atendida pelo serviço de resgate e levada para o pronto socorro da Vila Industrial da cidade.

Orientação da PRF aos romeiros

– Caminhar no sentido contrário ao dos veículos na rodovia.
– Andar pelo gramado onde for possível e, quando utilizar o acostamento, caminhar em fila indiana.
– Atenção especial ao cruzar acessos de cidades, bairros e postos de serviços. É onde acontecem acidentes.
– Evitar caminhada à noite e, mesmo de dia, usar roupas claras e coletes refletivos.
– Ciclistas devem seguir pelo acostamento, no sentido do trânsito e em fila indiana.

As romarias fazem parte da vida de muitas famílias devotas de Nossa Senhora Aparecida, como a de Angela Maria do Nascimento, de 51 anos, moradora de Barueri, na Grande São Paulo. “Fazemos a caminhada há 38 anos e, este ano, só eu distribuí 350 camisetas com a estampa de Nossa Senhora”, disse.

Seu grupo, com mais de 400 pessoas, iniciou a marcha na madrugada de sexta-feira, 6, e passava por São José dos Campos na manhã de segunda. O grupo cresceu tanto que foi preciso se organizar em uma associação, da qual Ângela é a secretária.

Muitos peregrinos fazem penitência e pagam promessas. Os amigos Gilson da Silva e Francisco Silva caminharam 15 dias levando duas cruzes de 10 metros e 7,5 metros respectivamente até a chegada em Aparecida, neste domingo.

Foram 333 quilômetros de caminhada, desde Charqueada, no interior de São Paulo, enfrentando além do peso das cruzes – 120 e 90 quilos -, muita chuva e vento durante o percurso. Gilson faz a penitência há cinco anos, desde que sobreviveu a um grave acidente, e Francisco o acompanha há dois anos.

O pagamento de uma promessa levou também a coach Claudete Galdino, de 38 anos, à peregrinação. Ela saiu com um grupo de 50 pessoas de Diadema, no ABC paulista, às 6 horas de domingo. No final da manhã de segunda, o grupo estava no km 196 da Dutra, em Santa Isabel. “Sou devota de Nossa Senhora Aparecida desde pequena, mas é a primeira vez que vou a pé. Foi promessa: a santa me concedeu uma graça e estou feliz em poder cumprir o prometido”, disse.

Missas e procissão

No dia 12, estão previstas sete missas no altar central da basílica principal. A missa solene, às 9 horas, será presidida pelo arcebispo de Aparecida, d. Orlando Brandes.

Na basílica histórica – a mais antiga – haverá consagração solene à Nossa Senhora às 15h, seguida da oração do Angelus e da procissão até o Santuário Nacional. A missa de encerramento acontece às 20h. A basílica comporta 35 mil pessoas a cada celebração, mas haverá também transmissão pelas redes sociais e mídias do santuário.

Veja a programação completa

Quinta-Feira (12/10)

4h50: Alvorada

5h: Missa

6h: Terço Solene – Santuário Nacional

7h: Missa de Aparecida

9h: Missa Solene

12h: Toque dos Sinos

12h: Missa das Crianças

14h: Missa

15h: Consagração Solene (Basílica Histórica)

16h: Missa

18h: Angelus (Basílica Histórica)

18h45: Procissão Solene

20h: Missa de Encerramento com show pirotécnico

Caminhos de Aparecida:

Sete caminhos para o Santuário de Aparecida são reconhecidos oficialmente e podem ser percorridos a pé ou de bicicleta. São eles:

1 – Rota da Luz – 201 km – Saída de Mogi das Cruzes (SP), com uso de rotas alternativas à Via Dutra.

2 – Caminho de Aparecida – 282 km – Saída de Alfenas (MG), com percurso de 10 dias.

3 – Caminho da Fé – 318 km – Saída de Águas da Prata (SP), com passagem pela Serra da Mantiqueira.

4 – Caminho da Graça – 400 km – Saída de Tietê (SP). É dimensionado para ciclistas.

5 – Caminho Religioso da Estrada Real – 500 km – Saída de Caetés (MG). Pode ser feito também a cavalo.

6 – Caminho da Padroeira – 330 km – Saída de Matias Barbosa (MG). Percurso permite carro de apoio.

7 – Caminho de Nossa Senhora – 495 km – Saída do Rio de Janeiro (RJ). Liga o Santuário da Divina Misericórdia, no Rio, a Aparecida.

Estadao Conteudo

Receba as principais notícias do dia no seu WhatsApp e fique por dentro de tudo! Basta clicar aqui.

ads-geral-rodape