ads-geral-topo
Internacional

Usina nuclear de Fukushima, no Japão, tem vazamento de água

Segundo autoridades locais, não há feridos, e o monitoramento de radiação não mostra contaminação no ambiente externo

Por Estadão

em 08 de fev de 2024, às 11h20

3 mins de leitura

Foto: Divulgação

Água altamente radioativa vazou de uma máquina de tratamento na usina nuclear de Fukushima Daiichi, no Japão, nesta quinta-feira (8). Segundo autoridades locais, não há feridos, e o monitoramento de radiação não mostra contaminação no ambiente externo.

Um trabalhador da usina detectou o vazamento na manhã de quarta-feira, 7, durante verificações de válvulas em uma máquina de tratamento projetada principalmente para remover césio e estrôncio da água contaminada, disse a Tokyo Electric Power Company Holdings (Tepco). O funcionamento da máquina foi interrompido para trabalhos de manutenção.

Estima-se que água suficiente para encher duas piscinas comuns de quintal vazou por uma saída de ar, deixando uma poça de água em uma placa de ferro do lado de fora e infiltrando-se no solo ao redor, disse a Tepco, mas nenhuma água radioativa escapou da usina.

A poça de água foi limpa e o solo contaminado está sendo removido, disse o porta-voz da Tepco, Kenichi Takahara. Não se sabe quando a máquina começou a vazar, mas a Tepco disse que nenhum problema foi detectado em uma inspeção na terça-feira.

Válvulas abertas

O vazamento pode ter sido causado por válvulas deixadas abertas enquanto os trabalhadores lavavam a máquina com água filtrada – um processo destinado a reduzir os níveis de radiação antes dos trabalhos de manutenção, disse Takahara.

A Tepco disse que 10 das 16 válvulas de ar que deveriam estar fechadas foram deixadas abertas durante a lavagem e o vazamento parou quando as válvulas foram fechadas. Os níveis de radiação ao redor da usina e dentro das calhas na instalação não aumentaram.

A máquina de filtragem faz parte do controverso projeto de descarga de águas residuais da Tepco, que começou em agosto. A usina de Fukushima sofreu fusões nucleares triplas após o terremoto e tsunami de 2011. As descargas, que devem continuar por décadas, foram fortemente contestadas por grupos de pesca e países vizinhos, incluindo a China, que imediatamente proibiu as importações de frutos do mar japoneses.

Críticas da China

O porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, Wang Wenbin, disse em uma entrevista coletiva nesta quinta disse que o incidente mais recente destacou problemas de gestão na Tepco e questionou sua capacidade de realizar com segurança a descarga de água tratada ao longo das décadas.

Wang instou o Japão a responder às preocupações da comunidade internacional e lidar com a descarga de forma responsável enquanto coopera com um sistema independente e de monitoramento de longo prazo envolvendo países vizinhos e outras partes interessadas.

O vazamento mais recente ocorre apenas alguns meses após outro vazamento acidental em uma instalação de tratamento separada. Naquele acidente, quatro trabalhadores foram borrifados com resíduos líquidos radioativos enquanto limpavam uma tubulação. Embora dois deles tenham sido brevemente hospitalizados devido a contaminação da pele, nenhum mostrou sintomas de envenenamento.

Estadao Conteudo

Receba as principais notícias do dia no seu WhatsApp e fique por dentro de tudo! Basta clicar aqui.

ads-geral-rodape