ads-geral-topo
Esportes

“A conselho dos advogados” Paquetá se recusa a falar sobre apostas

No último dia 23, o meia do West Ham foi acusado pela Associação de Futebol da Inglaterra

Por Estadão

2 mins de leitura

em 31 de maio de 2024, às 17h11

Foto: Rafael Ribeiro/CBF

O meia Lucas Paquetá não respondeu perguntas sobre a situação que enfrenta atualmente na Inglaterra. Antes de dar a entrevista coletiva, nessa sexta-feira (31), ele fez um pronunciamento em Orlando, nos Estados Unidos, onde a seleção brasileira se prepara para dois amistosos e também para a Copa América.

“Fui aconselhado pelos meus advogados a não fazer comentários sobre o caso. Continuo cooperando e meus advogados vão trabalhar em minha defesa para que tudo seja esclarecido em minha defesa”, afirmou o jogador, de 26 anos.

No último dia 23, o meia do West Ham foi acusado pela Associação de Futebol da Inglaterra (FA, sigla em inglês) de quatro violações das regras de apostas no Campeonato Inglês, no que se refere à sua conduta dentro de campo em três partidas.

A suspeita da entidade que comanda o futebol local se refere à Regra E5.1 da FA e tem relação com a conduta do atleta em três partidas realizadas no ano passado, quando Paquetá recebeu cartão amarelo: contra Leicester City (12 de novembro), Aston Villa (12 de março) e Bournemouth (em 12 de agosto). Na ocasião, Paquetá se manifestou sobre o caso e negou qualquer irregularidade ou conhecimento das apostas suspeitas.

A alegação é de que, nesses compromissos, Paquetá procurou, de forma intencional, ser advertido pelo árbitro com a intenção indevida de afetar as apostas do mercado para que uma ou mais pessoas lucrem. Ao sair a denúncia na Inglaterra, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) cogitou cortar o atleta da convocação para a Copa América.

Sem responder sobre a investigação em bolsas de apostas, Paquetá acabou comentando apenas que está feliz por ter feito uma temporada muito boa no West Ham. “Dorival me conhece muito bem, trabalhamos juntos no Flamengo. Temos confiança um no outro. Feliz que ele mantém a confiança. É um cara que entendo bem o estilo de jogo dele”, disse Paquetá.

O jogador agradeceu ainda à família por conseguir manter a saúde mental em dia. “Minha mulher, meus filhos, me ajudam muito. Estar com eles é algo que me dá ânimo, me motiva. Ter uma vida saudável em casa me motiva e me deixa com a cabeça tranquila”, disse.

Paquetá deve ser titular no time de Dorival no amistoso do dia 8 contra o México, no Texas, e, no dia 12, contra os Estados Unidos, em Orlando. A estreia na Copa América será em 24 de junho contra a Costa Rica, em Los Angeles.

Estadao Conteudo

Receba as principais notícias do dia no seu WhatsApp e fique por dentro de tudo! Basta clicar aqui.

ads-geral-rodape