ads-geral-topo
Cidades

Alegre: Feira da Agricultura Familiar é antecipada devido ao feriado

A Feira da Agricultura Familiar existe na cidade há mais de 40 anos

Por Redação

4 mins de leitura

em 28 de maio de 2024, às 18h24

Foto: Divulgação/Prefeitura de Alegre

Desde o dia 15 de março, a Feira da Agricultura Familiar está funcionando na Rua Oscar de Almeida, no Centro, atrás do INSS, já que o local original, na Rua Major Quintino, ao lado do Pronto-Atendimento Municipal, passa por obras de cobertura. No local provisório, a feira tem sido realizada às sextas-feiras, sempre a partir das 16h.

Leia também: Corpus Christi de 2024: veja a programação das igrejas no Sul do ES

Mas, devido ao feriado de Corpus Christi, na quinta-feira (30), dia em que também começa o Festival de Música de Alegre, a feira será realizada na quarta-feira (29).

A Feira da Agricultura Familiar existe na cidade há mais de 40 anos, com espaço próprio, onde quase 50 produtores rurais da cidade movimentam aproximadamente R$ 50 mil por mês.

No local, o consumidor pode encontrar produtos in natura, frutas, legumes, além de itens da agroindústria, como queijos variados, cafés, iogurtes, ricota, banana chips, pães caseiros, pastas, além de artesanato e muito mais.

Local provisório nos próximos meses

Segundo a Diretora Administrativa de Desenvolvimento Rural, Maria Aparecida Fernandes, antes da mudança para o local provisório, a Feira do Agricultor também funcionava às terças-feiras. No entanto, a realização da feira apenas uma vez por semana não diminuiu o entusiasmo dos empreendedores e produtores que atuam ali.

Local onde a feira está funcionando provisoriamente. Foto: SEDER

“Com base em relatos dos próprios feirantes e consumidores, o local provisório da feira está sendo muito bom, mais espaçoso e ainda há a possibilidade de venda por delivery e contato telefônico via WhatsApp” reportou a diretora.

O espaço original está recebendo obras de cobertura, no valor de R$ 2,5 milhões.

Local onde a Feira vai voltar a funcionar, após as obras de cobertura. Foto: SCOS/PMA

Ela também explica que com a cobertura, além do conforto para os frequentadores e maior comodidade para os produtores rurais da cidade, aptos a venderem seus produtos diretamente para o consumidor, a expectativa é ampliar o alcance da feira, atraindo mais consumidores e outros produtores rurais.

A expectativa da Secretaria Executiva de Obras, Saneamento e Serviços Urbanos (SEOSU) é que em oito meses o trabalho seja concluído.

Agricultura Familiar conta com conjunto de ações em Alegre

O relatório do Programa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Proater), instrumento de gestão das ações que o Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper) realizado de 2020 a 2023, apontou que Alegre possui 1.744 localidades de produção na Agricultura Familiar.

 A organização da feira é um trabalho conjunto de diversas secretarias executivas além da SEDER, como a Secretaria Executiva de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (SEMADS), Secretaria Executiva de Obras, Saneamento e Serviços Urbanos (SEOSU) e Secretaria Executiva de Assistência Social e Direitos Humanos (SEASDH).

Os produtores auxiliados pela Prefeitura de Alegre trabalham com produtos agroecológicos, que são livres de agrotóxicos e têm origem em propriedades de Agricultura Familiar.

Além disso, desde 2019, servidores da Prefeitura de Alegre contam com o tíquete-feira, um cartão aplicativo, por meio do qual os servidores podem comprar diretamente dos produtores.

Ações para regulamentar rótulos dos produtos da cidade

O município apresenta 54 agroindústrias de pequeno porte. Os principais produtos processados são de panificação, derivados de leite, doces, pó de café e polpa de frutas.

Alegre tem trabalhado para garantir que os rótulos de produtos de origem animal de estabelecimentos registrados no Serviço de Inspeção Municipal (SIM) e alguns produtos de associações de produtores rurais estejam em conformidade com as exigências regulatórias.

Dentre as adequações, estão alterações nas tabelas de informações nutricionais, além da sinalização de produtos com alto teor de açúcar adicionado, sódio e gordura saturada.

Hoje, os produtores atendidos pela SEDER conseguem vender pela internet e participam do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), onde a própria Prefeitura compra a produção.

Muitos dos produtores assistidos estão inseridos na Compra Direta da Alimentação Escolar (CDA) e também participam do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) do Governo Federal, que visa o fortalecimento de Políticas Públicas direcionadas para pequenos produtores.

Fonte: Prefeitura de Alegre

Receba as principais notícias do dia no seu WhatsApp e fique por dentro de tudo! Basta clicar aqui.

ads-geral-rodape