ads-geral-topo
Esportes

Palmeiras é atropelado pelo Fortaleza no Campeonato Brasileiro

O Palmeiras começou a partida regendo o ritmo

Por Estadão

4 mins de leitura

em 27 de jun de 2024, às 09h13

Foto: Cesar Greco/Palmeiras/by Canon

O Palmeiras foi derrotado pelo Fortaleza por 3 a 0 pela 12ª rodada do Brasileirão, no Castelão, na capital cearense. Com o resultado, desta quarta-feira (26), a equipe paulista interrompe a série de seis vitórias seguidas e oito jogos invictos, cai para a quarta colocação do campeonato e perde a chance de ultrapassar o líder Flamengo, derrotado pelo Juventude nesta rodada.

Com direito a ‘olé’ da torcida cearense, o Palmeiras foi dominado pela marcação do Fortaleza. Ao empilhar atacantes, depois de uma escalação que deixou o time estático, Abel Ferreira abriu espaços e permitiu que a equipe da casa ampliasse em uma noite de golaços de Lucero e Bruno Pacheco.

O Palmeiras começou a partida regendo o ritmo. Entretanto, pouco depois, o Fortaleza mostrou o que pretendia para a noite desta quarta-feira. Naves errou uma bola cruzada no meio de campo. Yago Pikachu interceptou e tinha a sua frente a defesa palmeirense aberta. Ele lançou a Lucero, que recebeu e abriu o placar com um balaço. Lançamentos parecidos, buscando as costas dos defensores do Palmeiras, aconteceram novamente no primeiro tempo.

Com a bola, os palmeirenses continuaram com maior volume de jogo, porém, em descompasso com o ataque montado por Abel. O treinador poupou Estêvão e Raphael Veiga, promovendo as entradas de Mayke e Caio Paulista como pontas. Os dois estavam isolados do meio de campo, onde Gabriel Menino e Zé Rafael ficavam sem opções. Isso se traduziu em um Palmeiras estático: aos 30 minutos, o time tinha 70% de posse de bola, mas apenas seis chutes. Mérito ao Fortaleza que se fechou com praticamente todos os jogadores no campo defensivo na primeira etapa.

Seria sagacidade de Abel Ferreira a entrada de Flaco López ainda no final do primeiro tempo, já que o time precisava de mais aproximação na frente. Entretanto, a substituição se deu por mal-estar de Menino, que era o melhor em campo até então. Na volta do intervalo, o português tentou melhorar a presença no meio com Veiga no lugar de Naves.

Antes que as mudanças pudessem fazer efeito, o Fortaleza aproveitou mais um momento de defesa adversária aberta. De novo, Pikachu passou para Lucero. O argentino bateu de fora da área no ângulo para ampliar.

Abel chamou Estêvão e Dudu, empilhando atacantes. Com ainda mais espaços, o Fortaleza pôde atacar correndo ainda menos riscos. Isso que possibilitou, por exemplo, o lateral-esquerdo Bruno Pacheco fazer fila, entrar na área e bater cruzado, sem chances para Weverton.

Técnico mais longevo da história do Palmeiras, Abel Ferreira tem 289 jogos no comando do time desde novembro de 2020. As duas únicas vezes que havia sido derrotado por três gols de diferença foram contra o Internacional, em 2022, logo após confirmar o título brasileiro daquele ano, e contra o Flamengo, em 2023, pela 33ª rodada do Brasileirão.

O Palmeiras tinha seis desfalques para a partida e ainda entrou poupando mais dois jogadores. Do outro lado, Vojvoda neutralizou o time de Abel Ferreira mesmo com nove jogadores fora. Entre a invencibilidade do time do Castelão jogando em casa e a dos palmeirenses nos últimos oito jogos, prevaleceu a primeira, com mérito da equipe que soube se defender, atacou sem precisar correr riscos e não desperdiçou as chances mais claras.

O clássico contra o Corinthians é o próximo compromisso do Palmeiras, na segunda-feira, dia 1º, às 20h (horário de Brasília), no Allianz Parque. Rony e Aníbal Moreno, que receberam o terceiro amarelo, estão suspensos. Murilo também pode desfalcar, após sair com dores. Já o Fortaleza recebe o Juventude, novamente no Castelão, às 16h (de Brasília), e domingo, 30.

Ficha técnica

FORTALEZA 3 X 0 PALMEIRAS

FORTALEZA – João Ricardo; Tinga, Brítez, Cardona e Bruno Pacheco; José Welison (Lucas Sasha), Pedro Augusto e Hércules; Yago Pikachu (Felipe Jonatan), Lucero (Renato Kayzer) e Machuca (Pedro Rocha). Técnico: Juan Vojvoda.

PALMEIRAS – Weverton; Marcos Rocha (Estêvão), Naves (Raphael Veiga), Murilo (Vitor Reis) e Piquerez; Aníbal Moreno, Zé Rafael e Gabriel Menino (Flaco López); Mayke, Rony e Caio Paulista (Dudu). Técnico: Abel Ferreira.

GOLS – Lucero, aos 9 minutos do primeiro tempo e aos 3 minutos do segundo tempo e Bruno Pacheco, aos 23 do segundo tempo

ÁRBITRO – Alex Gomes Stefano (RJ).

CARTÕES AMARELOS – Pedro Augusto, Rony, Aníbal Moreno, Brítez e João Martins (auxiliar técnico)

RENDA – R$ 629.652,00.

PÚBLICO – 28.631 torcedores.

LOCAL – Castelão, em Fortaleza (CE).

Estadao Conteudo

Receba as principais notícias do dia no seu WhatsApp e fique por dentro de tudo! Basta clicar aqui.

ads-geral-rodape