ads-geral-topo
Esportes

Sem Diniz, Fluminense perde para o Vitória e se afunda na lanterna

Atual campeão da Libertadores, o Fluminense não consegue reagir no Nacional

Por Estadão

3 mins de leitura

em 28 de jun de 2024, às 09h40

Foto: Lucas Merçon/FFC

No primeiro compromisso sem o técnico Fernando Diniz, o Fluminense teve uma leve melhora na postura, mas deixou o Maracanã nesta quinta-feira (27), sob fortes protestos da torcida. Sofrendo o castigo no fim, o time carioca acabou derrotado no confronto direto contra o Vitória, por 1 a 0, pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro. O Fluminense foi comandado pelo técnico Marcão.

Atual campeão da Libertadores, o Fluminense não consegue reagir no Nacional. São nove jogos sem vencer e a quinta derrota seguida, amargando a última colocação na tabela, com apenas seis pontos. Com gol de Janderson, aos 44 minutos, o Vitória deixou a zona de rebaixamento, subindo para o 15º lugar, com 12 pontos.

O duelo começou amarrado, com muitas disputas no meio de campo e poucas chances de gols. O Fluminense conseguiu sair mais para o jogo, principalmente na individualidade, como na jogada de Keno, que parou no goleiro Lucas Arcanjo.

O Vitória chegou pouco na área, levando perigo no jogo aéreo, mas nada que exigisse o trabalho de Fábio. Na reta final, a melhor chance saiu dos pés de Cano, que finalizou de primeira em cruzamento de Ganso, para grande defesa do goleiro baiano. Após o fim do primeiro tempo, o Maracanã ficou dividido entre vaias e aplausos.

A segunda etapa começou mais movimentada. O Vitória conseguiu encontrar espaço, obrigando Fábio a defender duas vezes o chutes de Matheuzinho. Já o Fluminense respondeu com Marcelo, finalizando de primeira, após pivô de Cano, e Lucas Arcanjo mandou para escanteio.

Após o bom início, o jogo foi caindo de produção e de acordo que as vaias aumentavam nas arquibancadas a bola queimava no pé do ataque carioca. Nem a entrada de John Kennedy, pedido pela torcida surtiu efeito. Na reta final, desorganizado, foi vítima fatal do contra-ataque do Vitória. Zé Hugo passou por quatro jogadores e serviu Janderson para bater cruzado e decretar o triunfo nordestino, aos 44 minutos.

Na próxima rodada, o Fluminense tem outro confronto direto, desta vez contra o vice-lanterna Grêmio, no estádio Centenário, em Caxias do Sul (RS), no domingo, às 16 horas. Mais tarde, às 18h30, o Vitória recebe o Athletico-PR, no Barradão, em Salvador (BA).

Ficha técnica

FLUMINENSE 0 X 1 VITÓRIA

FLUMINENSE – Fábio; Samuel Xavier, Antônio Carlos, Thiago Santos e Marcelo (Diogo Barbosa); Martinelli (Renato Augusto), Gabriel Pires (Alexsander) e Ganso (John Kennedy); Terans, Cano e Keno (Douglas Costa). Técnico: Marcão

VITÓRIA – Lucas Arcanjo; Willean Lepo, Caio Vínícius, Wagner Leonardo e PK (Raúl Cáceres); Willian Oliveira, Luan Vinícius (Zé Hugo) e Léo Naldi; Matheuzinho (Jean Mota), Alerrandro (Janderson) e Osvaldo (Eryc Castillo). Técnico: Thiago Carpini.

GOL – Janderson, aos 44 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS – Gabriel Pires e Samuel Xavier (Fluminense); Caio Vinícius (Vitória).

ÁRBITRO – Flávio Rodrigues de Souza (FIFA-SP).

RENDA – R$ 1.207.786,00.

PÚBLICO – 24.269 torcedores.

LOCAL – Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ).

Estadao Conteudo

Receba as principais notícias do dia no seu WhatsApp e fique por dentro de tudo! Basta clicar aqui.

ads-geral-rodape