ads-geral-topo

O preço da guerra para o Brasil

Os ministérios da Defesa e das Ministério das Relações Exteriores terão disponíveis mais de R$ 50 milhões para custear as ações de resgaste

4 mins de leitura

em 22 de nov de 2023, às 10h29

Charge: Izânio Façanha

Por Leandro Mazzini

Com Walmor Parente, Carol Purificaçãoe Tom Camilo

Fio desencapado

O aumento de tarifas acima da inflação, principalmente na região Norte do País, os apagões – nacional em agosto e no início do mês em São Paulo e Rio de Janeiro -, além de problemas em série e constantes nas concessionárias evidenciam a fragilidade preocupante do sistema elétrico brasileiro. Falta interligação entre os gestores estaduais e o Governo Federal que se exime de responsabilidades, já que todas as empresas do setor – como Eletrobras, ENEL, Light, entre outras – operam concessões federais e a responsabilidade constitucional sobre o setor elétrico é da União. O Congresso Nacional também está inerte frente à crise no setor, priorizando pautas associadas à transição energética enquanto consumidores penam todo mês para pagar a conta cara e têm que conviver com a falta de energia cada vez mais rotineira.

Preço da guerra

Os ministérios da Defesa e das Ministério das Relações Exteriores terão disponíveis mais de R$ 50 milhões para custear as ações de resgaste e ajuda humanitária na região do conflito entre Israel e o grupo Hamas. O crédito extraordinário está previsto na Medida Provisória (MP 1196/23). A operação “Voltando em Paz” concluiu a repatriação de 1.477 brasileiros e familiares que estavam na região em dez voos da FAB.

Paciência tem limite

Presidente da Comissão de Segurança Pública, o deputado Sanderson (PL-RS) perdeu a paciência. Vai denunciar à Procuradoria-Geral da República o ministro da Justiça, Flávio Dino, por não ter comparecido ao colegiado. “É a terceira vez que ele comete crime de responsabilidade”, dispara Sanderson. No ofício enviado à Câmara, Dino justificou a falta alegando que é alvo de ameaças proferidas por parlamentares.

“Parcelo Sim”

Onze empresas do setor de varejo e serviços lançaram o movimento nacional “Parcelo Sim”. A iniciativa visa assegurar o direito de compra parcelada sem juros no cartão de crédito para a população. O movimento pretende buscar apoio de autoridades políticas Executivo e do Legislativo a fim de evitar o descaso dos grandes bancos com a população e os varejistas. Confira a página do movimento no Instagram (@parcelo_sim).

Massacre de Ipatinga

A empresa Usinas Siderúrgicas de Minas Gerais S.A. (Usiminas) é alvo de inquérito civil por suposta colaboração com os órgãos de repressão estatais durante a ditadura militar. As investigações se baseiam no parecer dos trabalhos realizados pela Comissão da Verdade em MG, que apontou violações cometidas contra trabalhadores da Usiminas no dia 7 de outubro de 1963, no episódio que ficou conhecido como Massacre de Ipatinga.

Stédile & Embrapa

O líder do MST, João Pedro Stédile, e a presidente da Embrapa, Silvia Massruhá, debaterão, no dia 19 de dezembro, segurança alimentar em evento sobre a neoindustrialização organizado pela Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) e o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação. Será um dos 11 seminários preparatórios para a V Conferência Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação, em junho de 2024.

ESPLANADEIRA

# Câmara dos Deputados lança hoje a Frente Parlamentar em Defesa da Tarifa Zero. # Grupo 5àsec implanta 10ª operação da LavPop no Brasil. # CASA&VIDEO promove Blecaute com descontos de até 80% até o dia 27. # Empresários do PNBE repudiam projeto de lei de anistia a responsáveis pelos atos de 8 de janeiro. # ABRH-PR promove workshop sobre Governança e Sucessão no dia 30 Bloco Azul, em Curitiba. # Principais entidades policiais do Brasil lançam manifesto ao presidente Lula pela aprovação da Lei Orgânica Nacional das Polícias civis.

As informações/opiniões aqui escritas são de cunho pessoal e não necessariamente refletem os posicionamentos do AQUINOTICIAS.COM

Receba as principais notícias do dia no seu WhatsApp e fique por dentro de tudo! Basta clicar aqui.

ads-geral-rodape