ads-geral-topo
Cidades

Guaçuí pede apoio de PMs da reserva para prevenir ataques a escolas

Convocação aos policiais foi motivada pela ameaça de ataques a escolas do município que circularam nas redes sociais no final de semana

Por Redação

3 mins de leitura

em 10 de abr de 2023, às 13h33

Foto Reprodução

Diante da circulação de informações existente em prints de postagens da internet, durante o final de semana, falando sobre supostos ataques a escolas de Guaçuí, autoridades municipais resolveram pedir o apoio de policiais militares da reserva (aposentados) para atuarem na segurança das unidades de ensino. Conforme informações da Prefeitura, isso já está acontecendo na Escola Municipal Deocleciano de Oliveira, onde dois policiais voluntários estão atuando.

Em vídeo publicado na internet, o prefeito Marcos Jauhar, acompanhado da secretária municipal de Educação, Sayonara Toledo da Silva Gil, e do vereador Wanderley de Moraes, fez um pedido aos policiais militares da reserva remunerada, para que se apresentem como voluntários. O prefeito pede para que os interessados em ajudar o município, na segurança das unidades de ensino, diante das ameaças de ataques a escolas que estão circulando nas redes sociais, entrem em contato com ele. “Liguem para mim, para vermos o que pode ser feito”, afirma, o prefeito.

Destacando que já existem dois policiais voluntários atuando na Escola Municipal Deocleciano de Oliveira (DO), o prefeito ressalta que outras escolas estão precisando do mesmo apoio durante esta semana, diante das ameaças feitas na internet. “Então, quem puder ajudar, estou convocando vocês para dar esse apoio”, enfatiza, agradecendo o ajuda que tem recebido do comandante da Companhia da PM de Guaçuí, capitão Pyther Frank Amaro Zuqui.

Já o vereador Wanderley de Moraes fala sobre a possibilidade da Secretaria Municipal de Educação buscar uma forma de legalizar essa atuação dos policiais da reserva nas escolas. “Já pedi à Sayonara (Secretária de Educação) para que busque legalidade para que possamos remunerar esses oficiais, esses militares – tanto praça quanto oficial – para que a gente possa estar nas escolas”, coloca. “Mas nós precisamos de sua ajuda, agora, porque não temos legalidade para fazer isso aqui e o que podemos fazer é essa ronda, essa patrulha”, completa.

Inteligência do Estado contra supostos ataques a escolas

Ameaças às escolas têm se multiplicado por todo o Estado. Diante disso, o governador Renato Casagrande afirmou, nas redes sociais, que as equipes de inteligência do Estado estão apurando, “com rigor, informações falsas e seus autores” sobre essas ameaças de ataques a escolas. “Qualquer tentativa de aterrorizar nosso sistema escolar será combatida”, afirma, pedindo que as pessoas não compartilhem mensagens sem verificar sua autenticidade e pedindo que seja feita a denúncia pelo 180.

O governador também anunciou a apresentação de um Plano de Segurança Escolar. “No próximo dia 27, apresentaremos, para a população capixaba, um Plano de Segurança Escolar, com o objetivo de ampliar a segurança no ambiente educacional”, comunica.

Receba as principais notícias do dia no seu WhatsApp e fique por dentro de tudo! Basta clicar aqui.

ads-geral-rodape