ads-geral-topo
Segurança

Polícia Civil apreende duas armas durante operação no Espírito Santo

Na casa de dois dos suspeitos, de 23 e 34 anos, os policiais apreenderam duas armas, uma em cada casa

Por Redação

2 mins de leitura

em 13 de abr de 2023, às 11h28

Foto: Divulgação/PCES

A Polícia Civil do Espírito Santo, por meio da Delegacia de Polícia de Pancas, com o apoio da Delegacia de Polícia de Alto Rio Novo, prendeu três suspeitos durante uma operação de cumprimentos de mandados de buscas e apreensão. Na casa de dois dos suspeitos, de 23 e 34 anos, os policiais apreenderam duas armas, uma em cada casa. A operação ocorreu na última quarta-feira (12), no município de Pancas.

De acordo com as investigações da polícia, os suspeitos de 23 e 34 anos estariam andando armados e ostentando armas. A primeira prisão aconteceu em Córrego Veadinho, na zona rural de Pancas. Os policiais foram ao local para cumprir um mandado de busca na casa de um suspeito de 34 anos.

Na residência, dentro do guarda-roupa, os policiais localizaram um revólver calibre 22, com seis munições. Dentro de uma boneca, que estava no guarda-roupa, os policiais encontraram uma caixa de munições calibre 22, sendo 27 munições deflagradas e outras 28 munições.

Os policiais também identificaram na casa um outro suspeito, de 47 anos, que estava no local. Quando os policiais foram consultar no sistema, verificaram que contra ele havia um mandado de prisão preventiva pelo crime de tentativa de homicídio ocorrido no Estado de Minas Gerais.

Já em Vila Verde, no mesmo município, também em cumprimento de mandado de busca e apreensão, os policiais localizaram uma arma de fogo, calibre 32 com sete munições, na casa de um suspeito de 23 anos.

Os três suspeitos foram conduzidos à Delegacia de Pancas. Os suspeitos de 23 e 34 anos foram autuados por porte ilegal de arma de fogo. Eles pagaram a fiança estipulada pela autoridade policial e foram liberados para responder em liberdade. As armas e as munições foram apreendidas. Já o suspeito de 47 anos foi encaminhado para o Centro de Detenção Provisória de Colatina. O caso segue sob investigação da Delegacia de Polícia de Pancas.

Receba as principais notícias do dia no seu WhatsApp e fique por dentro de tudo! Basta clicar aqui.

ads-geral-rodape