ads-geral-topo
Espírito Santo

Secretaria da Saúde apresenta projetos para o fortalecimento do SUS capixaba

Entre as ações de destaque, está o programa de Provimento e Fixação de Profissionais na Atenção Primária à Saúde (APS)

Por Redação

em 07 de abr de 2023, às 13h46

8 mins de leitura

Foto: Reprodução | GovES

Nesta sexta-feira (7) é o Dia Mundial da Saúde, data que marca o aniversário de fundação da Organização Mundial da Saúde (OMS). Para este ano, com tema ‘Saúde para Todos’, a Secretaria da Saúde (Sesa) aproveita a data e a temática para apresentar projetos, programas e inovações promovidos pelo Governo do Estado para o fortalecimento do Sistema Único de Saúde capixaba e o atendimento à população nos últimos anos.

São investimentos voltados para a formação e qualificação dos profissionais que atuam no Sistema Único de Saúde (SUS), além de investimentos para levar inovação e tecnologia para o benefício de todos os capixabas.

“Qualificar e promover formações aos nossos profissionais, além dos investimentos em inovação e tecnologia, mostram a preocupação da Sesa em promover melhorias no SUS capixaba”, destacou o secretário de Estado da Saúde, Miguel Duarte.

Formação, qualificação e ensino

Entre as ações de destaque, tem-se o programa de Provimento e Fixação de Profissionais na Atenção Primária à Saúde (APS) do Espírito Santo e a formação de novos especialistas por meio dos Programas de Residências Médicas e Multiprofissionais do Instituto Capixaba de Ensino, Pesquisa e Inovação em Saúde (ICEPi), além do fortalecimento do ensino em saúde no Estado, com a oferta de cursos de pós-graduação.

O Provimento e Fixação de profissionais médicos, enfermeiros, cirurgiões-dentistas e demais profissionais da saúde acontece por meio da qualificação da APS, com o Qualifica-APS, por onde já passaram mais de dois mil profissionais.

Já nas residências, cerca de 580 alunos passaram ou estão em formação nos programas de Medicina de Família e Comunidade, Psiquiatria, Acupuntura, Pediatria, Clínica Médica, Medicina Intensiva, Neurocirurgia, Saúde Coletiva, Saúde da Família, Saúde Mental, Cuidados Paliativos.

O ICEPi iniciou também a oferta de cursos voltados para a pós-graduação de profissionais da saúde no Estado, que somam mais de 1.100 alunos participantes em cursos de Especialização em Saúde Pública com ênfase em interprofissionalidade; especialização em Planejamento Gestão e Governança da Rede de Atenção e Vigilância em Saúde; o Aperfeiçoamento em Atenção Primária à Saúde, por meio do Componente Consultório na Rua; e o Aperfeiçoamento em Interprofissionalidade na Atenção Primária à Saúde.

“São programas que têm contribuído na formação, qualificação e também na oferta descentralizada dos nossos profissionais da saúde no Espírito Santo. A educação, a inovação e a pesquisa são as nossas premissas chaves e ajudam a fortalecer o SUS e a ofertar serviços de qualidade à população”, informou o diretor do ICEPi, Fabiano Ribeiro.

A saúde com o uso de tecnologia de ponta

A estruturação e atualização do parque tecnológico do Laboratório Central de Saúde Pública do Espírito Santo (Lacen/ES), impulsionado pela pandemia da Covid-19 e no fortalecimento da vigilância genômica do Espírito Santo, é um dos destaques para o investimento do Sistema único de Saúde capixaba.

Com a aquisição de importantes materiais tecnológicos, como termocicladores, extratores automatizados de ácidos RNA/DNA, sequenciadores de última geração (tecnologia NGS), Maldi-TOF, entre outros equipamentos que contribuem para o aumento da capacidade analítica instalada, o Lacen/ES ganhou não só autonomia, mas também visibilidade no País.

“Embora a pandemia da Covid-19 tenha trazido muito sofrimento à população mundial, ela foi o agente catalizador de diversos avanços tecnológicos e científicos. Entre os avanços tecnológicos implementados no Espírito Santo, destacamos a capacidade de realizarmos em solo capixaba análises complexas moleculares para identificação de patógenos. Um bom exemplo para essa capacidade instalada foi o diagnóstico em menos de 6 horas de casos de febre maculosa, um agravo que até recentemente não era diagnosticado aqui, necessitando envio para outros estados e cujo laudo levava entre 45 a 60 dias para ser liberado”, pontua o diretor do Lacen/ES, Rodrigo Rodrigues.

Segundo Rodrigues, outro importante avanço foi a implantação do diagnóstico molecular por meio de RT-PCR de casos suspeitos de arboviroses. “Hoje, utilizando a mesma tecnologia usada para identificar casos da Covid-19, podemos em poucas horas analisar simultaneamente amostras de sangue da de dengue, Zika ou chikungunya, e no caso de uma amostra positiva para dengue, podemos avaliar o sorotipo presente.  Algo que até recentemente, poderia levar diversas semanas para obtermos o resultado.  O investimento no parque tecnológico do Lacen/ES garantiu nossa capacidade de resposta rápida frente aos desafios impostos à saúde pública pela ocorrência de surtos e epidemias”, frisou.

Ações de melhorias aos atendimentos nas Farmácias Cidadãs Estaduais

Só em 2022, cerca de 700 mil usuários foram atendidos pelas 14 unidades de Farmácias Cidadãs Estaduais no Espírito Santo. Com volume crescente de pessoas que buscam por componentes especializados, a Gerência Estadual de Assistência Farmacêutica (GEAF), da Sesa, estruturou novos serviços nos últimos anos para facilitar o acesso da população, além de qualificar o atendimento.

O cidadão que queira iniciar a abertura de processo pode realizá-la de forma on-line, em casa, no trabalho, ou de qualquer lugar onde esteja conectado à internet. A solicitação de abertura de processo é o primeiro passo para dar início ao atendimento das Farmácias Cidadãs Estaduais para a aquisição da medicação de componente especializado, da fórmula nutricional ou insumo.

“A automatização que as aberturas de processo on-line proporcionam nos ajudam também na organização de atendimento dentro das próprias unidades, e a evitar que os cidadãos fiquem em filas aguardando. O cidadão que queira realizar esse primeiro processo de forma on-line, precisa se cadastrar no Portal do Cidadão, do Governo do Estado, e lá mesmo encaminhar as documentações e a solicitação. Tendo aguardado o prazo informado no ato da abertura, o cidadão pode procurar uma unidade ou ligar na central telefônica nos números 3636-8416 ou 17 ou 18 para saber do andamento do seu processo e, caso aprovado, agendar a data e horário para a retirada do medicamento na unidade mais próxima de sua residência”, explicou a gerente da GEAF, Maria José Sartório.

O Acesso Cidadão está disponível neste link https://acessocidadao.es.gov.br/Conta/Entrar?ReturnUrl=%2F

Além disso, entre outras ações realizadas, têm-se também a implementação nos últimos anos da triagem qualificada e o atendimento realizado por nutricionistas. Para o cidadão que vai realizar a abertura do processo em uma das unidades das Farmácias, a triagem qualificada acontece como uma etapa anterior, na qual o cidadão passa por uma conferência para verificação dos documentos levados por ele, medida que ajuda a evitar a reduzir o tempo de espera, uma vez que são orientados sobre a documentação correta e, em caso de falta, são avisados previamente.

Já o atendimento realizado por nutricionistas funciona tal qual o atendimento farmacêutico para a retirada dos medicamentos, por agendamento, mas voltado às fórmulas nutricionais. Os benefícios vão desde a orientação quanto à diluição e modo de usar a formula; dúvidas em relação aos documentos necessários e fluxos da farmácia cidadã no que tange as formulas nutricionais; além do entendimento de pareceres aos processos.

Inovação e destaque nacional nos hospitais estaduais

Inovações e melhorias também estiveram presentes no dia a dia dos hospitais estaduais. No Hospital Estadual de Urgência e Emergência ‘São Lucas’, em Vitória, por exemplo, um dos destaques fica com a certificação máxima dada pela 3M. Em 2022, a unidade recebeu a premiação que é entregue apenas às unidades hospitalares que adotam as melhores práticas na Central de Material e Esterilização (CME), o que significa uma maior segurança nos processos e a redução de riscos de infecção hospitalar.

No ano passado, o Hospital também inovou na criação do projeto ‘HEUE itinerante’, que tem o objetivo de levar aos jovens estudantes capixabas, de uma forma leve, dinâmica e muito eficaz, o debate sobre temas como a prevenção de acidentes domésticos, a importância da doação de sangue e medula óssea, e o debate acerca da doação de órgãos e tecidos. Além disso, em 2022, a instituição formou a primeira turma do programa de estágio em Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial.

Pela Fundação iNOVA Capixaba, os hospitais Antônio Bezerra de Faria (HABF) e o Estadual Central – Benício Tavares Pereira (HEC), receberam um novo serviço de lavanderia hospitalar, pioneiro em hospitais da Rede Pública Estadual, contando com rastreabilidade do enxoval por tecnologia RFID, aliando redução de custos e modernização de processos.

Além disso, a Fundação firmou convênios com 14 instituições de ensino superior e técnico para o fortalecimento da capacitação de estudantes e profissionais de saúde. Já no âmbito da Gerência de Ensino, Pesquisa e Inovação da iNOVA Capixaba, foi formalizada a realização de dez estudos clínicos, incluindo cinco multicêntricos e um internacional, o que fomentou também o desenvolvimento da ciência para melhoria da assistência em saúde.

Receba as principais notícias do dia no seu WhatsApp e fique por dentro de tudo! Basta clicar aqui.

ads-geral-rodape