ads-geral-topo
Espírito Santo

Universitários do Texas visitam posto de saúde do ES e elogiam SUS

O encontro foi possível graças à médica e moradora do bairro, Leila Miguel, amiga pessoal dos professores doutores da Universidade de Baylor.

Por Redação

em 21 de jul de 2023, às 10h43

3 mins de leitura

Pacientes atendidos pelos estudantes de Baylor

Estudantes universitários do Texas conheceram, na tarde desta terça (18), o funcionamento da Unidade Básica de Saúde (UBS) de Jardim Camburi. Na ocasião, os estudantes da Universidade de Baylor, localizada em Waco, viram todo o funcionamento da UBS, como consultas, procedimentos, encaminhamentos e todos os projetos que a unidade tem.

O encontro foi possível graças à médica e moradora do bairro, Leila Miguel, amiga pessoal dos professores doutores da Universidade de Baylor, Eva e Robert Doyle. “Eu os conheci em 2014 e, desde então, todos os anos dou uma palestra aos estudantes que vem de Baylor ao Brasil sobre o SUS, como a saúde é um direito de todos e dever do Estado, no Brasil, explico os princípios, diretrizes e pilares do SUS, sobre a Estratégia de Saúde da Família e como nossa vacinação se mostrou eficaz no combate à pandemia da Covid-19. Eles ficaram apaixonados pela UBS de Jardim Camburi, ao verem a quantidade de serviços e recursos ofertados para a comunidade, de forma tão acessível, principalmente na área da promoção da saúde”, explicou Leila.

Para a diretora da UBS, Viviann Maia, esse encontro foi muito marcante. “Eu senti muito orgulho de fazer parte do SUS e de poder mostrar como trabalhamos na Unidade de Saúde de Jardim Camburi”, afirmou

Nessa visita, 10 estudantes da Baylor estiveram na unidade, sendo três graduandos em biologia, três graduandos em saúde pública e quatro mestrandos em saúde pública.

O professor doutor em Biologia e diretor do Centro de Pesquisas de Ecossistemas Aquáticos (CRASR), Robert Doyle, fez muitos elogios à rede de saúde do Brasil e aos serviços prestados pela UBS.

“Ficamos impressionados com a quantidade de pessoas atendidas pela unidade de saúde. O processo de identificar quem precisa do serviço de saúde é muito interessante. Ao conhecermos o Grupo de Hipertensos e Diabéticos aqui da unidade, vimos que essas pessoas são acompanhadas, no mínimo, com uma consulta a cada seis meses. Já no sistema de saúde norte-americano, mesmo que a pessoa tenha uma doença crônica, é ela quem precisa buscar o atendimento e mesmo assim, nem todos são atendidos”, explicou Robert.

Intercâmbio

Baylor in Brazil existe desde 2006, e se trata de um programa de educação em saúde internacional da Universidade de Baylor. Comandado pelos professores doutores Eva Doyle, que é chefe do Departamento de Saúde Pública da Universidade, e Robert Doyle, professor de biologia e diretor do Centro de Pesquisas de Ecossistemas Aquáticos (CRASR).

Receba as principais notícias do dia no seu WhatsApp e fique por dentro de tudo! Basta clicar aqui.

ads-geral-rodape