ads-geral-topo
Sustentabilidade e Meio Ambiente

Casagrande debate soluções para adaptação dos biomas na COP-28

Durante sua fala, Casagrande apresentou o Programa de Mudanças Climáticas do Estado do Espírito Santo, que é referência para os demais estados brasileiros.

Por Redação

4 mins de leitura

em 01 de dez de 2023, às 12h42

Foto: Divulgação

O Consórcio Brasil Verde, por meio de seu presidente, o governador do Espírito Santo, Renato Casagrande, organizou o painel “Diálogo colaborativo entre Estados do Consórcio Brasil Verde: construindo soluções para adaptação dos biomas brasileiros às mudanças climáticas e deliberação sobre programas estaduais”, nesta sexta-feira (1º), na Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP28), em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos.

Durante sua fala, Casagrande apresentou o Programa de Mudanças Climáticas do Estado do Espírito Santo, que é referência para os demais estados brasileiros. Casagrande ressaltou a importância de um planejamento do Consórcio Brasil Verde para que os estados estejam preparados para ajudar a atingir as metas de Paris e também para aproveitar a oportunidade de conquistar recursos para seus estados.

LEIA TAMBÉM: COP-28: macrodrenagem de cidade do ES ganha destaque em Dubai

“Organizamos o Consórcio com objetivo claro que é organizar os Estados, que, por sua vez, estão somando esforços com o Governo Federal, e isso é muito importante. Nosso objetivo é que todos os estados tenham seu plano de neutralidade de carbono, de mudanças climáticas e possam estar preparados a longo prazo. Queremos dar nossa contribuição, mas também precisamos aproveitar a oportunidade e levar recursos aos nossos estados. Ninguém consegue produzir resultados se não tiver uma diretriz, um caminho a seguir. Vamos apresentar, aqui nessa COP, o Programa de Mudanças Climáticas do Espírito Santo, que dentro dele haverá dois grandes planos: o Plano de Neutralidade de Carbono e o Plano de Adaptação”, disse Casagrande.

IBA na COP 28

Elias Carvalho, representante do IBA na COP 28

Além do governo, o terceiro setor capixaba também participa das discussões sobre o clima em Dubai. O Instituto Brasileiro de Apoio ao Desenvolvimento Social e Econômico (IBA) representa o segmento através do seu associado Elias Carvalho, que destaca a importância do debate e envolvimento de entidades na busca por alternativas de cuidado com o planeta.

“Este é um momento importante de comprometimento governamental com as mudanças climáticas e o controle do aumento da temperatura da Terra. O terceiro setor tem exercido um papel estratégico na criação e promoção de políticas públicas em defesa ao meio ambiente”, destaca o representante do IBA.

Também participaram do painel os governadores da Bahia, Jerônimo Rodrigues; do Acre, Gladson Cameli; do Piauí, Rafael Fonteles; de Pernambuco, Raquel Lyra; além dos os vices-governadores do Rio Grande do Sul, Gabriel Souza; e do Rio de Janeiro, Tiago Pampulha.

Outras agendas:
O governador capixaba também foi um dos palestrantes no Hub do International Council for Local Environmental Initiatives – Iclei (Conselho Internacional para Iniciativas Locais Ambientais, em português), no painel “Iniciando uma era de ação multinível e urbanização na emergência climática”, que aconteceu no início da tarde desta sexta-feira (1º).

Também participaram do painel a governadora Metropolitana de Tokyo, Yuriko Koike; a representante especial dos EUA para diplomacia municipal e estadual, Nina Hachigan; e o ministro das Cidades, Jader Barbalho.

O Iclei: É uma rede global de governos locais e regionais comprometidos com o desenvolvimento sustentável. Fundado em 1990, o ICLEI trabalha para construir e promover uma governança local sustentável por meio de uma série de programas e projetos em áreas como mudanças climáticas, energia, água, transporte, resíduos, entre outros. Seu objetivo principal é ajudar os governos locais a se tornarem mais sustentáveis ​​e resilientes.

Receba as principais notícias do dia no seu WhatsApp e fique por dentro de tudo! Basta clicar aqui.

ads-geral-rodape