ads-geral-topo
Política

Bancada federal discute operação de portos e zonas alfandegadas no ES

Atualmente, o comércio internacional representa mais de 40% do PIB capixaba, possui 22 recintos alfandegados e é o segundo do país em toneladas de carga movimentada.

Por Flavio Cirilo

em 08 de fev de 2024, às 14h21

2 mins de leitura

Diversos setores do Espírito Santo se reuniram, nesta quarta-feira (7), para um amplo diálogo com o secretário especial da Receita Federal do Brasil, Robinson Barreirinhas, que esteve no Estado para aprofundar as conversas sobre o comércio exterior capixaba.

LEIA TAMBÉM: Lula diz que fará reajuste na tabela do IR até que isenção alcance R$ 5 mil

“Ao lado do Governo do Estado, da Assembleia Legislativa e do setor produtivo, nossa bancada levou as principais demandas de operação dos portos e zonas alfandegadas do Espírito Santo, assim como falamos da expansão do setor nos próximos anos com os projetos portuários que estão em fase de implantação e a primeira Zona de Processamento de Exportação (ZPE) privada do Brasil, na cidade de Aracruz”, explicou o deputado federal e líder da Bancada Capixaba no Congresso Nacional, Da Vitória (PP).

Atualmente, o comércio internacional representa mais de 40% do PIB capixaba, possui 22 recintos alfandegados e é o segundo do país em toneladas de carga movimentada.

De acordo com o parlamentar, secretário garantiu toda a estrutura necessária da Receita Federal para operação no Espírito Santo e manteve as portas abertas para o diálogo com a bancada federal.

Receba as principais notícias do dia no seu WhatsApp e fique por dentro de tudo! Basta clicar aqui.

ads-geral-rodape