ads-geral-topo
Cidades

Qual é a origem e o sentido da Quaresma? Padre explica

Segundo ele, a Quarema é um tempo propício de reflexão, oração e de práticas penitenciais, como: o jejum, a penitência (esmola) e a oração

Por Redação

em 13 de fev de 2024, às 11h00

3 mins de leitura

Foto: Divulgação

A Quaresma é um tempo de preparação para a Páscoa do Senhor, que neste será celebrada em 31 de março. O pároco da Paróquia São Pedro Apóstolo, Venda Nova do Imigrante, Cristian Vieira Batista, explica qual origem e qual o significado do período.

Segundo ele, a Quarema é um tempo propício de reflexão, oração e de práticas penitenciais, como: o jejum, a penitência (esmola) e a oração. “São 40 dias para que possamos refletir, crescer na conversão e na abertura para Deus. É também um tempo forte de caridade, fruto da penitência que muitos fiéis se propõem a fazer nestes dias, de partilha com os irmãos e irmãs, de conhecer e meditar mais a Palavra de Deus, explica.

Leia também: Voluntários se unem para construir casa de jovem com paralisia cerebral

O padre explica ainda porque nesse período muitos católicos fazem penitência. “A Quaresma é um tempo favorável à prática penitencial da Igreja. Conforme ensina o Catecismo da Igreja Católica (§ 1438), “esses tempos são particularmente apropriados aos exercícios espirituais, às liturgias penitenciais, peregrinações em sinal de penitência, privações voluntárias como o jejum e a esmola, a partilha fraterna (obras de caridade e missionárias)”, disse.

“É um tempo de renascimento espiritual e de renovação na fé, no qual se pede aos fiéis maior interesse pelas coisas divinas, uma frequência mais assídua à Santa Missa e aos ofícios litúrgicos, maior correção nas próprias ações e um treinamento no controle de suas próprias paixões e sentimentos”, continua.

A Quaresma para a igreja católica

Além disso, nesse período a Liturgia é mais penitencial e um chamado ao arrependimento que por si só, leva o fiel a conversão, que é diária e não somente neste tempo. “A Liturgia e demais atividades litúrgicas, é um convite para que de fato, possamos ouvir o apelo de Deus, a conversão ao Reino, o seguimento fiel de sua Palavra e aos Mandamentos”, pontua.

“O Papa Francisco, certa vez, por ocasião da Quaresma disse: “Convertei-vos a mim. A Quaresma é uma viagem de regresso a Deus que lança um apelo ao nosso coração. Na vida, sempre teremos coisas a fazer e desculpas a apresentar, mas agora é tempo de regressar a Deus”, explica

Para o padre, “este período é importante para a Santa Igreja por que, todos os cristãos católicos e de boa vontade refletem com mais ardor e piedade a sua fé, a graça divina e o desejo da salvação. É agora o tempo de regressar, de apresentar a Deus seus medos, fraquezas e anseios. Deus caminha ao lado do seu povo. A Quaresma é o período para nos preparar e celebrar a festa mais importante dos cristãos, a Páscoa na Ressurreição do Senhor”, completa.

Receba as principais notícias do dia no seu WhatsApp e fique por dentro de tudo! Basta clicar aqui.

ads-geral-rodape