ads-geral-topo
Grande Vitória

Acolhidos de abrigo são voluntários em ação de cuidados com animais

O grupo está atuando como voluntário na separação das tampinhas arrecadadas pela OSC

Por Redação

2 mins de leitura

em 31 de maio de 2024, às 15h11

Foto: Divulgação/Prefeitura de Vitória

A ação de separar tampinhas de garrafa pet chegou ao Abrigo Institucional de Adultos e Famílias em Situação de Rua, mais conhecido como Abrigo 1.

Leia também: Podcast dá dicas para jovens que querem trilhar carreira artística

Unindo a experiência de muitos, a agilidade com a separação de resíduos, o cuidado com o meio ambiente e mais uma estratégia da equipe para promoção do bem-estar dos acolhidos, os usuários do espaço foram convidados a participar do processo de separação, por cor, das tampinhas, elas serão entregues a uma Organização da Sociedade Civil (OSC), a ViraLata ViraLuxo, que cuida de animais resgatados e, agora, incluindo bichinhos do Rio Grande do Sul.

O grupo está atuando como voluntário na separação das tampinhas arrecadadas pela OSC, que promove ações em diversos pontos da Grande Vitória recolhendo doações, e que necessita de voluntários para a separação. É aí que entram os acolhidos do Abrigo 1. O material arrecadado será levado para o espaço, onde será feita a separação por cor e, posteriormente, será recolhido pela instituição, que vai comercializar para a indústria, de forma que a arrecadação será usada para compra de ração para os animais.

De acordo com o coordenador do Abrigo, Rodrigo Trindade, o convite veio de moradores do entorno que atuam na organização e o interesse em contribuir com esta causa social surgiu de imediato entre os acolhidos. Rodrigo destacou, ainda, que a parceria com a OSC representa um avanço na relação da cidade com as pessoas em situação de rua. “Estamos otimistas com a mudança de olhar da cidade. É preciso olhar para as potencialidades dessa população e as formas em que podem contribuir”, falou o coordenador.

Para o voluntário e coordenador a ação com as tampinhas, Hudson Jair Ruela, que esteve no Abrigo 1 para um bate-papo com o grupo, o movimento foi importante para mostrar que estão dando um significado para as tampinhas. “Mostramos que aquilo que parece não ter valor, para alguém é importante. A gente mostra que se juntarmos forças conseguimos um volume que contribui e muito para a manutenção do abrigo dos animais”, comentou ele.

Receba as principais notícias do dia no seu WhatsApp e fique por dentro de tudo! Basta clicar aqui.

ads-geral-rodape