ads-geral-topo
Pets

Cidade do Espírito Santo amplia programa de castração de cães e gatos

Uma das principais missões do Poca é conter a reprodução desenfreada de animais nas ruas e lares da cidade, reduzindo assim o abandono

Por Redação

3 mins de leitura

em 14 de maio de 2024, às 15h26

Foto: Edie Hallen/PMVV

O Programa Operacional de Controle Animal (Poca), em Vila Velha, foi ampliado essa semana. Agora, serão disponibilizadas mais 3 mil castrações de cães e gatos. O Poca é um exemplo destacado de iniciativa municipal que não só busca controlar a população de cães e gatos, mas também promove ativamente o bem-estar animal e protege a saúde pública.

Regido pela Lei nº 6.385/2020 e pelo Decreto nº 477/2021, o Poca oferece serviços veterinários essenciais para os tutores que não têm recursos para pagar os procedimentos em clínicas privadas.

Leia também: Gatos brancos são surdos? Veja a relação dos felinos com a surdez

Uma das principais missões do Poca é conter a reprodução desenfreada de animais nas ruas e lares da cidade, reduzindo assim o abandono. O Poca vem sendo ofertado nas cinco regiões da cidade durante os eventos do SuperAção, uma iniciativa da Prefeitura de Vila Velha que oferece uma série de serviços à população, em diversas áreas. A próxima edição do evento será no sábado, no bairro Cocal.

A castração é reconhecida como uma medida benéfica para a saúde dos animais, prevenindo doenças e controlando o crescimento populacional. Além disso, contribui para a redução de problemas comportamentais e de saúde pública, como a disseminação da esporotricose e a raiva.

A cerimônia de assinatura para a ampliação do Poca, realizada na tarde de segunda-feira (13), ficou marcada com a participação da cadela Virgulina, que deixou a marca de sua patinha registrada no documento oficial, simbolizando a continuidade do programa Poca.

Programa de castração de cães e gatos

Virgulina, resgatada em condições precárias após um acidente em 2022, passou por um procedimento cirúrgico e hoje aguarda por uma nova família, representando a esperança e os resultados positivos alcançados pelo programa municipal.

O prefeito Arnaldinho Borgo lembrou que o Poca é referência em bem-estar animal no Espírito Santo e no Brasil. “Já fizemos 4.5 mil castrações e vamos além. Ampliamos o número de clínicas e vamos investir R$ 2,5 milhões para dar qualidade de vida a eles. Isso também é cuidar dos protetores, tutores, ONGs e todos os que dedicam a vida para o bem-estar dos animais”, destacou.

O secretário de Meio Ambiente Ricardo Klippel Borgo lembrou que o município é um dos únicos no país que possui uma equipe própria de servidores destinada à fiscalização de maus-tratos e resgate de animais. “Esses animais recebem tratamento veterinário, incluindo castração, e são disponibilizados para adoção”, lembrou.

Confira os indicadores atuais de Vila Velha

Vila Velha resgatou 1.533 cães e gatos em condições de maus-tratos graves ou em sofrimento extremo; 752 animais foram adotados em eventos de adoção; Foram realizados 18 eventos de adoção desde 2021; Foram registradas 7.919 denúncias de maus-tratos via Ouvidoria Municipal, desde 2021; Foram realizados 710 resgates de animais silvestres (fauna) desde 2021 e; hoje 176 animais (cães e gatos) estão sob a tutela da Prefeitura e; Foram atendidos 4.452 animais (cães e gatos), sendo eles castrados até maio de 2024.

Receba as principais notícias do dia no seu WhatsApp e fique por dentro de tudo! Basta clicar aqui.

ads-geral-rodape