ads-geral-topo
Política

Governador articula “dobradinha” com Michelle Bolsonaro nas eleições

O governador já deixou claro, em abril deste ano, que quer se candidatar ao Senado nas próximas eleições.

Por Estadão

2 mins de leitura

em 27 de jun de 2024, às 15h59

Foto: Reprodução | Rede social

O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), afirmou em entrevista nesta quarta-feira, 26, que pode fazer uma “dobradinha” com a ex-primeira-dama Michelle Bolsonaro (PL) nas eleições para o Senado em 2026. No pleito, haverá duas vagas em disputa para a Casa Alta do Congresso Nacional.

“Seria uma grande convergência. Ela (Michelle) tem o voto ideológico, e eu tenho outro tipo de voto, que é o de quem gosta do que estamos realizando. Acho que seria uma junção muito boa para o Distrito Federal. Sairíamos (na disputa pelo Senado) Michelle e eu. Teríamos condições de fazer as duas vagas”, afirmou o chefe do Executivo do Distrito Federal em entrevista para as rádios JK FM e Mix FM.

LEIA TAMBÉM: Homem é esfaqueado durante tentativa de assalto em Cachoeiro

O governador já deixou claro, em abril deste ano, que quer se candidatar ao Senado nas próximas eleições. Como está no seu segundo mandato à frente do Palácio do Buriti, ele não pode concorrer pela terceira vez ao Executivo. A Casa Alta também é uma ambição para a ex-primeira-dama, que é incentivada por aliados do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) a iniciar a sua carreira política disputando o cargo pelo Distrito Federal. Michelle nasceu e tem domicílio eleitoral na capital federal.

A vontade de Ibaneis de ser um dos apadrinhados por Bolsonaro na disputa pelo Senado tem como obstáculo a sucessão do governador em 2026. O governador já externalizou que vai apoiar a vice-governadora Celina Leão (PP), enquanto o ex-presidente e seus aliados próximos articulam a candidatura do senador Izalci Lucas (PL), candidato derrotado pelo emedebista em 2022 e que se filiou recentemente à legenda do ex-presidente.

Por outro lado, o PL é um dos partidos que compõem a base de Ibaneis no Legislativo do Distrito Federal. O governador também é um aliado do ex-presidente e declarou voto a ele no segundo turno das eleições presidenciais de 2022.

Estadão Conteúdo

Receba as principais notícias do dia no seu WhatsApp e fique por dentro de tudo! Basta clicar aqui.

ads-geral-rodape