ads-geral-topo
Saúde e Bem-estar

Junho Laranja: Hospital Evangélico de Cachoeiro alerta sobre Leucemia

Dor nas costas, febre que surge no fim do dia, cansaço excessivo e manchas roxas são alguns dos sintomas

Por Redação

4 mins de leitura

em 10 de jun de 2024, às 17h35

Foto: Divulgação/HECI

O Hospital Evangélico de Cachoeiro (HECI) reforça a importância da conscientização para a prevenção, o diagnóstico e o combate à leucemia, um tipo de câncer do sangue. São aproximadamente 11 mil novos casos por ano no Brasil, segundo afirma o hematologista do Heci, Dr. André Sena.

Leia também: Idosos com câncer, mesmo que avançado, devem fazer exercício

A leucemia é um tipo de câncer, particularmente das células do sangue, iniciando na medula óssea, caracterizada como “crônica” ou “aguda”, de acordo com a velocidade em que a doença se desenvolve.

A doença está entre as 10 neoplasias mais frequentes, e, segundo dados de registro hospitalar do Heci, são registrados em média 50 novos casos por ano, sendo que 55% são homens e 45%, mulheres.

O hematologista alerta para sinais que podem ser da doença, como, fraqueza, dor nas costas, cansaço excessivo, sangramento nasal e gengival, manchas roxas (equimose) pelo corpo e anemia são as queixas mais comuns de pacientes com indicativo da doença.

Muitas pessoas acreditam que a anemia pode evoluir para leucemia. Mas o fato é que a anemia é um dos sintomas dos pacientes com leucemia e, por esse motivo, é necessário realizar exames específicos regularmente.

De acordo com o médico, os principais fatores de risco são exposição ao benzeno (substâncias químicas que contem benzeno) e a radiação.

Principais tipos de leucemias

Leucemia Mieloide Aguda: é o tipo mais comum de leucemia em adultos e tem desenvolvimento muito rápido. Raramente ocorre em crianças.  Na leucemia mieloide aguda a medula óssea produz muitas células sanguíneas anormais que se acumulam pelo corpo.

Leucemia Mieloide Crônica: caracteriza-se por uma produção excessiva de glóbulos brancos e por ter uma evolução lenta. Acomete em geral pessoas idosas.

Leucemia Linfoide Aguda: mais comumente observado em crianças e apresenta rápido desenvolvimento.

Leucemia Linfoide Crônica: afeta principalmente indivíduos adultos, geralmente a partir dos 50 anos.

Tratamento da doença

A leucemia aguda é aquela que precisa de diagnóstico e internação rápida, é tratada com várias drogas de quimioterapia, às vezes seguida por transplante de medula óssea. Já a leucemia crônica é tratada ambulatorialmente, na maior parte com medicação oral. Hoje já existem drogas novas, utilizadas na terapia-alvo, que atingem diretamente as células doentes, sem atingir as células saudáveis.

“O hematologista é o médico que vai decidir a melhor opção de tratamento, de acordo com o grau da doença e as condições do paciente, bem como seus possíveis efeitos colaterais”, afirma Sena.

Anemia

Anemia não causa leucemia, mas pode ser um sinal da existência da leucemia. Anemia é definida pela Organização Mundial de Saúde (OMS) como a condição na qual o conteúdo de hemoglobina no sangue está abaixo do normal como resultado da carência de um ou mais nutrientes essenciais, seja qual for a causa dessa deficiência. As anemias podem ser causadas por deficiência de vários nutrientes como Ferro, Zinco, Vitamina B12 e proteínas.

Muitas vezes a anemia é identificada através de alterações no hemograma, estando o paciente assintomático, principalmente em casos de anemia leve.

A anemia é uma doença que apresenta sintomas inespecíficos, necessitando de exames para ser confirmada, logo, é essencial o acompanhamento médico para ter o diagnóstico e o tratamento correto. Alguns sintomas se dão pela queda nos glóbulos vermelhos, como: tontura, fadiga, cansaço extremo, apatia, gengivas esbranquiçadas, entre outros sinais.

Hospital Evangélico de Cachoeiro é referência

O Hospital Evangélico de Cachoeiro (HECI) é referência no tratamento oncológico clínico e cirúrgico, atendendo pacientes de toda Região Sul Capixaba, ofertando um serviço completo com oncohematologia, radioterapia, quimioterapia e braquiterapia além das cirurgias oncológicas.

Pioneiro na região, o serviço de oncologia conta com um corpo clínico qualificado. O Heci é o primeiro hospital fora da capital, Vitória, a realizar cirurgia robótica. Com o Robô Versius, o hospital já realizou inúmeras cirurgias robóticas em três meses, sendo gastroplastias, urológicas, colorretais e ginecológicas. Saiba mais sobre a cirurgia robótica no site do hospital. www.heci.com.br

Receba as principais notícias do dia no seu WhatsApp e fique por dentro de tudo! Basta clicar aqui.

ads-geral-rodape