ads-geral-topo
Cidades

Mês do meio ambiente com ações no Caparaó

Serão diversas ações durante todo o mês de junho para conscientizar a população sobre a necessidade de preservação do Meio Ambiente.

Por Redação

4 mins de leitura

em 05 de jun de 2024, às 17h04

Foto: Divulgação | PMA

Nesta quarta-feira (5) é celebrado o Dia Mundial do Meio Ambiente, e a Secretaria Executiva de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (SEMADS) promoverá eventos voltados para a conservação ambiental durante todo o mês de junho.

A programação do Dia Mundial do Meio Ambiente já se iniciou na terça-feira (4) com a visita dos grupos da melhor idade dos distritos de Anutiba e Rive ao Centro de Educação Ambiental e Área de Relevante Interesse Ecológico (ARIE) “Laerth Paiva Gama”, em parceria com a Secretaria Executiva de Assistência Social e Direitos Humanos (SEASDH).

Leia Também: Sucesso! Feira do Meio Ambiente tem centenas de visitantes em Anchieta

Nesta quarta-feira (5) foi a vez do Grupo da Melhor Idade da sede do município e dos alunos da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE).

Eles também poderão interagir, experimentar e captar o significado da sustentabilidade e da consciência socioambiental, por meio do contato com a vegetação preservada, participando de uma trilha ecológica e obtendo informações com especialistas no assunto.

Ao longo deste Dia do Meio Ambiente, também será dada a largada da “Gincana da Reciclagem” nas escolas EMEIF Domingos Bravo Reinoso, EMEIF Ruth Alice e EMEF Professor Lellis, com o apoio da Secretaria Executiva de Educação (SEED).

Já na quinta-feira (6), o grupo da melhor idade dos distritos Celina e Café será recebido pelas equipes da SEMADS e fará um tour educativo pela área de preservação ambiental.

Uma área preservada e privilegiada

A ARIE “Laerth Paiva Gama” possui 27,57 hectares e foi criada pelo município em 2005. O espaço é uma referência em preservação, pesquisa e Educação Ambiental, abrigando diversos projetos em parceria com universidades, comunidades e escolas do município.

Nesse sentido, a Secretária de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Graziela Ferreira, o local vai muito além da conscientização. Para ela, o espaço é um caminho para que toda a cidade obtenha os benefícios sociais de aliar Desenvolvimento à Sustentabilidade Ambiental.

“Os projetos vão desde a conscientização para os estudantes até iniciativas que contemplam o plantio e distribuição de mudas. Além disso, projetos como o ‘Poliniza Caparaó’ capacitam e financiam produtores rurais interessados em apicultura com recursos do Fundo Municipal do Meio Ambiente. Também temos ações em conjunto com a Secretaria Executiva de Desenvolvimento Rural para auxiliar produtores”, afirmou Graziela Ferreira.

Reforço na conscientização

E não para por aí! Nos dias 10, 11, 12 e 13, a equipe de Educação Ambiental da SEMADS visitará repartições públicas do município com orientações e propostas de sustentabilidade para os servidores.

Encerrando a programação especial do Mês do Meio Ambiente, no dia 14, a ARIE “Laerth Paiva Gama” recebe as escolas IESC, CEABB e EEEFM Professor Pedro Simão, que conhecerão o projeto Poliniza Caparaó.

Do mesmo modo, no programa “Alegre em Ação”, dedicado ao Dia do Meio Ambiente, o prefeito Nirrô Emerick reforçou que a superação dos desafios relacionados ao Meio Ambiente depende de esforços cotidianos que devem partir de todas as esferas.

“A cada ano, enfrentamos novos desafios ambientais, desde a poluição dos nossos rios e oceanos até o desmatamento das nossas florestas. E aqui em Alegre, não é diferente. É fundamental que cada um de nós faça a sua parte para reverter esses danos. Cuidar do meio ambiente é uma responsabilidade de todos. Pequenas ações, como economizar água, reciclar lixo e plantar árvores, podem fazer uma enorme diferença”, destacou Nirrô Emerick.

Conscientização, capacitação e investimento nos produtores

O Programa Gestágua se divide entre o Prêmio Alegre Ambiental e o Pagamento por Serviços Ambientais (PSA).

Além disso, o prêmio tem o objetivo de reconhecer e incentivar projetos inovadores relacionados a práticas conservacionistas do solo e da água, além de promover iniciativas que contribuam para a proteção e preservação dos recursos naturais.

Portanto, o PSA remunera produtores rurais que executam práticas de conservação que contribuam para a diminuição da erosão e o aumento da infiltração de água, como reflorestamento em áreas de preservação permanente (APP) e recuperação de nascentes.

Bem como, na terceira edição do Prêmio Alegre Ambiental, realizada em 2023, foram contemplados cinco projetos com prêmios de R$ 6 mil.

No Pagamento por Serviços Ambientais (PSA), foram 19 produtores contemplados, totalizando R$ 166 mil em recursos do Fundo Municipal do Meio Ambiente, divididos entre os vencedores de quatro categorias.

Fonte: Prefeitura de Alegre.

Receba as principais notícias do dia no seu WhatsApp e fique por dentro de tudo! Basta clicar aqui.

ads-geral-rodape