ads-geral-topo
Economia

Quilo do arroz importado pela Conab custará no máximo R$ 4 ao consumidor

A medida é necessária para prevenir o risco de desabastecimento do produto no mercado interno

Por Estadão

2 mins de leitura

em 04 de jun de 2024, às 15h35

Foto: Ilustrativa/Pìxabay

O quilo do arroz que será importado pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) custará no máximo R$ 4 ao consumidor, informou a estatal, em nota. A Conab marcou para quinta-feira (6), o primeiro leilão para aquisição de até 300 mil toneladas de arroz.

Leia também: Unidade móvel realizou mais de 200 atendimentos neste ano em Cachoeiro

A medida é necessária para prevenir o risco de desabastecimento do produto no mercado interno, em consequência das fortes chuvas que caíram no Rio Grande do Sul, provocando cheias. O Estado produz 68% do arroz no País.

Entretanto, a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) entrou com ação no Supremo Tribunal Federal (STF) para tentar barrar essas importações pela Conab.

Ainda conforme a Conab, o objetivo com a compra é evitar especulação financeira e estabilizar o preço do produto nos mercados de todo o País.

O governo federal autorizou a ação em caráter excepcional ao publicar a Medida Provisória 1217/2024 em 9 de maio. Com isso, a empresa poderá importar até 1 milhão de toneladas de arroz beneficiado ou em casca para recomposição dos estoques públicos.

Outros leilões públicos estão programados para este ano, conforme informa a empresa na nota. Os estoques serão destinados a pequenos varejistas das regiões metropolitanas das grandes cidades brasileiras.

Estadao Conteudo

Receba as principais notícias do dia no seu WhatsApp e fique por dentro de tudo! Basta clicar aqui.

ads-geral-rodape