ads-geral-topo
Variedades

Morre Cintia Grillo, atriz e musa de Flávio Venturini, aos 69 anos

Cintia Grilo fez parte do grupo de teatro Dzi Croquettas, versão feminina do grupo conhecido pelo visual andrógino e maquiagens pesadas

Por Estadão

2 mins de leitura

em 04 de jul de 2024, às 11h19

Foto: Reprodução/Redes sociais

Morreu, na última quarta-feira (3), a atriz Cintia Grillo, aos 69 anos. Cintia era casada com Flávio Venturini há mais de 30 anos. No entanto, o cantor prestou uma homenagem nas redes sociais à musa de suas canções, incluindo Princesa, do álbum Nascente, de 1981.

“Hoje perdi minha ‘Princesa’. Cintia Grillo foi a inspiração para compor essa música. Descanse em paz, minha querida, e faça uma passagem tranquila. Onde você estiver, continuará sendo minha princesa”, escreveu.

Leia também: Naldo Benny diz que foi coach de Vini Jr: ‘Só o chamo de filhote’

Aliás, Cintia Grillo fez parte do grupo de teatro Dzi Croquettas, versão feminina do grupo conhecido pelo visual andrógino e maquiagens pesadas, que chegou a ser censurado pela Ditadura Militar em 1974. Nos anos 1990, atuou em novelas da Globo como Quatro Por Quatro e Salsa e Merengue.

Quem era Cintia Grillo?

Contudo, ela parou de seguir a carreira artística em 2001, após a morte do filho único, o cineasta Rodrigo Hammen, em um acidente de carro aos 26 anos. Contudo, depois, dedicou-se ao mercado de marcas de luxo.

A atriz Lucia Veríssimo também prestou homenagem à amiga. “Você me deu uma imensa rasteira, minha Grillo amada. Partir assim. Mas você sempre foi um ser iluminado, radiante, mulher corajosa, determinada, de uma independência invejável, solta nesse mundo todo esbanjando sua alegria e irreverência”, escreveu.

Estadao Conteudo

Receba as principais notícias do dia no seu WhatsApp e fique por dentro de tudo! Basta clicar aqui.

ads-geral-rodape