ads-geral-topo

Hamilton Mourão rompe de vez com Bolsonaro

O senador e ex-vice-presidente Hamilton Mourão (Republicanos-RS) rompeu de vez com o ex-presidente Jair Bolsonaro

3 mins de leitura

em 29 de abr de 2024, às 10h37

Charge: Izânio Façanha
Charge: Izânio Façanha

Por Leandro Mazzini

Com Walmor Parente, Carol Purificação, Isabele Mendes e Luiza Melo

Indenização para aldeias

Enquanto o fantasma das barragens assombra a região metropolitana de Belo Horizonte, as indenizações mensais para aldeias atingidas pelo lamaçal contagioso da Barragem da Samarco em Mariana vão chegar a meio bilhão de reais neste 1º semestre. É o somatório dos Auxílios Extra Emergenciais pagos a três etnias em Minas Gerais e Espírito Santo, cujos territórios, fauna e flora foram destruídos. Esses valores foram definidos pelo Fundo Renova, criado pela empresa sob tutela do Ministério Público. São repassados mensalmente R$ 5,3 milhões para 1.641 famílias de Tupiniquim e Guarani, no ES – R$ 316,6 milhões no total – e R$ 2,3 milhões para 181 famílias dos Krenak de Resplendor (MG), somando R$ 133,5 milhões. Desde a criação do fundo até este abril foram pagos R$ 450 milhões às aldeias.

Rompidos

O senador e ex-vice-presidente Hamilton Mourão (Republicanos-RS) rompeu de vez com o ex-presidente Jair Bolsonaro. O motivo seria o fato de Mourão não mais atender e tampouco retornar os telefonemas de Bolsonaro. A caixa postal está lotada de recados de assessores do ex-presidente, conta gente do seu staff.

Haddad & Faria Lima

O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, palestrou para o Itaú num evento seleto em São Paulo no qual participaram apenas clientes com saldo acima de R$ 10 milhões. A turma saiu animada com o que ouviu. Falta combinar o ajuste fiscal com o chefe no Palácio, que insiste em gastar mais.

Quase rico

O deputado federal Washington Quaquá (PT-RJ), vice-presidente nacional do PT, acertou a quina no concurso 2.711 da Mega Sena e ganhou R$ 49 mil. Se marcasse o 14, levaria, talvez sozinho, R$ 50 milhões.

Nova Nuclebras

A Comissão de Minas e Energia da Câmara Federal concedeu parecer favorável ao Projeto de Lei 5563/23, do deputado Júlio Lopes (PP-RJ), que altera o nome da Indústrias Nucleares do Brasil S.A. para Nuclebras.  A criação da marca visa impulsionar a empresa no mercado internacional, visto que ela é responsável por todo o ciclo de produção do combustível nuclear.

Querido da madrinha

Olavo Noleto, Secretário-Executivo do Palácio do Planalto, está pela bola 7. O ministro das Relações Institucionais, Alexandre Padilha, acha que seu desgaste no Congresso vem da falta de articulação dele. Olavo é blindado pela madrinha Miriam Belchior.

Karim & Brasil

O Grupo Voto – revista e think tank dos três Poderes – completou 20 anos em grande estilo, com seminário em Londres na qual a CEO, Karim Miskulin, reuniu uma dezena de ministros das altas Cortes do Brasil e grandes empresários. Com agenda plural de debates e convidados suprapartidários, Karim transferiu sua operação de Porto Alegre para São Paulo há poucos anos, conquistou espaço no PIB paulistano e tem causado certo ciúme com sua desenvoltura. É o seu “Brasil de Ideias” que deu certo.

ESPLANADEIRA

#Subsea7 anuncia alta de 12% no 1T 2024. # Afyaé eleita a 3ª EdTech mais influente do mundo pela Revista TIME. # Azul celebra um ano de voos para Paris com 191 mil clientes transportados. # Locação de imóveis: demanda crescente impulsiona mercado de Seguro Aluguel. # AsiaShipping adere ao programa “Florestas do Futuro”. # GIC Brasil mantém automação com ruptura abaixo de 1%.

As informações/opiniões aqui escritas são de cunho pessoal e não necessariamente refletem os posicionamentos do AQUINOTICIAS.COM

Receba as principais notícias do dia no seu WhatsApp e fique por dentro de tudo! Basta clicar aqui.

ads-geral-rodape