ads-geral-topo
Política

BR-101: “novela” da concessão ganha um novo capítulo no ES

Relator da Comissão Especial de Fiscalização da Infraestrutura da BR-101, BR-262 e Rodosol, o deputado Alcântaro Filho (Republicanos) usou a tribuna para pedir transparência e explicações

Por Redação

2 mins de leitura

em 11 de jun de 2024, às 09h05

Foto: Reprodução | Gov BR

A concessão da BR-101 voltou a ser o centro dos debates na Assembleia Legislativa do Espírito Santo (Ales).

Nesta segunda-feira (10), o relator da Comissão Especial de Fiscalização da Infraestrutura da BR-101, BR-262 e Rodosol, o deputado Alcântaro Filho (Republicanos) usou a tribuna para pedir transparência e explicações sobre a situação da concessão do trecho capixaba da BR-101.

LEIA TAMBÉM: Capacitação profissional: ES lança programa exclusivo para jovens

O pronunciamento durante a sessão ordinária destacou a continuidade de graves acidentes na estrada, principalmente no trecho norte.

“Tivemos nesse último final de semana mais dois óbitos em Linhares e, na última semana, quatro óbitos no município de Aracruz. Nós temos visto uma novela que não tem agradado em nada. Que na sua narrativa traz apenas uma única vilã e ao mesmo tempo beneficiária, que é a Eco101. Que vem arrecadando milhões, não cumpriu seu contrato nos últimos dez anos e que, ainda assim, tem negociado na calada da noite uma prorrogação do contrato e não sabemos com quais termos”, criticou. 

Requerimento

O republicano apresentou um requerimento ao presidente da comissão, Gandini (PSD), por uma reunião extraordinária, convidando autoridades estaduais, representantes da concessionária e o vice-governador Ricardo Ferraço (MDB), que seria atualmente o responsável pela interlocução com a Agência Nacional de Transporte Terrestre (ANTT) e a Eco101.

“O povo capixaba precisa de informações, não venha nos dizer que esse processo está correndo em segredo de justiça. É o dinheiro do povo e as vidas do povo capixaba que estão colocadas à mesa. Nós exigimos esclarecimentos”, enfatizou.

Está em andamento nas instâncias federais um acordo de repactuação do contrato de concessão da BR-101, no trecho Espírito Santo-Bahia. A medida vem após a concessionária declarar a intenção de extinção amigável do contrato, em julho de 2022. 

“Em que pé está essa negociação? Por que essa novela ainda não acabou? Por que não se encontra uma solução? E, principalmente, por que a Eco101 mesmo agora já com a licença ambiental para fazer duplicação, sequer trata publicamente do tema?”, questionou Alcântaro.

Receba as principais notícias do dia no seu WhatsApp e fique por dentro de tudo! Basta clicar aqui.

ads-geral-rodape