ads-geral-topo
Sustentabilidade e Meio Ambiente

Cientista alerta sobre mudanças no clima: “um grande risco para o mundo”

Ele ministrou a palestra “O estado atual das mudanças climáticas globais”

Por Redação

3 mins de leitura

em 27 de jun de 2024, às 11h52

Foto: Divulgação

“Estamos vivendo uma emergência climática”. A afirmação é de Carlos Nobre, um dos cientistas brasileiros mais reconhecidos mundialmente, Ph.D em Meteorologia pelo Massachusetts Institute of Technology (MIT). O climatologista veio ao Espírito Santo para participar do maior evento de sustentabilidade e ESG do país, o Sustentabilidade Brasil, no Pavilhão de Carapina.

Leia também: Sustentabilidade Brasil: ES cria programa para combater desmatamento

Ele ministrou a palestra “O estado atual das mudanças climáticas globais” e foi enfático: “Se as emissões dos gases do efeito estufa não forem rapidamente reduzidas, chegaremos a 2050 com um risco de aumento de temperatura de 2,5º, um grande risco para o mundo”. Carlos Nobre traçou um panorama mundial sobre a emergência climática e mostrou evidências dela: indicadores do aumento da temperatura global, do derretimento de geleiras, do aumento da emissão de gases do efeito estufa e do aumento dos níveis dos oceanos.

O cientista citou o relatório da Organização Meteorológica Mundial (OMM) que apontou que 2023 foi o ano mais quente já registrado. O climatologista, primeiro brasileiro “guardião planetário”, destacou, ainda, o dado de que 8.266.566 brasileiros vivem em áreas de risco, de acordo com um relatório de 2019 do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden).

Ondas de calor

Carlos Nobre também explicou o fenômeno das ondas de calor ao redor do mundo. Assim como a que vem ocorrendo na Arábia Saudita e, que já matou mais de mil pessoas. Ele citou como exemplo, ainda, a morte de quase 62 mil pessoas no verão europeu de 2022, além da alta temperatura registrada em Vitória no dia 05 de fevereiro deste ano, 35,6º, com sensação térmica de mais de 40º, de acordo com o Instituto Nacional de Metereologia (Inmet). O cientista também abordou as recentes tragédias climáticas ocorridas no Brasil, as chuvas em Mimoso do Sul, em março deste ano, e no Rio Grande do Sul.

Por fim, o cientista conclamou a todos a fazerem a sua parte. “O nosso desafio é deixar um mundo melhor para as futuras gerações. Não dá pra resolver os problemas amanhã. É pra ontem!”, conclui.

Sustentabilidade Brasil

Quinta-feira (27) é o ultimo dia com programação aberta ao público em geral no Sustentabilidade Brasil. A entrada é gratuita, e o credenciamento para a conferência é pelo site https://sustentabilidadebrasil.com/evento/

O Sustentabilidade Brasil é realizado pelo Consórcio Brasil Verde. A correalização é do Convention e do Sindprom-ES. Os patrocinadores são: Vale, Cesan, Marca Ambiental, Suzano, Banestes, Caixa, Governo Federal e ArcelorMittal.

Receba as principais notícias do dia no seu WhatsApp e fique por dentro de tudo! Basta clicar aqui.

ads-geral-rodape