ads-geral-topo
Economia

Investimento de empresa beneficia mais de 4 milhões de brasileiros

Apenas em 2023, foram R$ 28,8 mi em iniciativas com foco em transição energética justa, educação, saúde e valorização da cultura local

Por Redação

5 mins de leitura

em 06 de jun de 2024, às 17h01

Foto: Divulgação/EDP

A EDP, empresa que atua em todos os segmentos do setor de energia, divulgou um balanço do investimento social realizado pela companhia no Brasil, por meio do Instituto EDP.  O relatório traz dados sobre os projetos socioambientais realizados pela empresa em 2023, além de um consolidado dos 15 anos de atuação do Instituto EDP, completados no ano passado. Desde 2008, foram R$ 225 milhões em investimento social no Brasil, por meio de 734 projetos que impactaram positivamente 4,3 milhões de pessoas em 15 estados onde a companhia atuou durante esses anos.

Leia também: MST ataca sede do PL para “defender natureza”

Apenas em 2023, a EDP destinou R$ 28,8 milhões a iniciativas socioambientais – um crescimento de 51,5% em relação ao ano anterior – por meio de 99 projetos que beneficiaram direta e indiretamente mais de 1,2 milhão de pessoas. As ações estão alinhadas aos pilares da estratégia ESG da EDP – Educação Inclusiva, Transição Energética Justa, Cultura Transformadora e Sociedade Saudável – e, 2023, trouxeram impactos positivos relacionados à inclusão digital nas escolas, valorização do patrimônio histórico regional, segurança na comunidade, geração de renda, valorização da cultura local, redução da evasão escolar, redução da pobreza energética, fortalecimento da economia criativa e inclusão social a partir do esporte e bem-estar.

“Há 15 anos, trabalhamos para contribuir efetivamente para o desenvolvimento humano e social das comunidades nas regiões onde a EDP atua, respeitando e dialogando com as várias pluralidades regionais. Essas ações representam e reforçam o compromisso da companhia com o desenvolvimento social, cultural e ambiental, tendo os Direitos Humanos como princípio fundamental e universal”, comenta Dominic Schmal, diretor de ESG da EDP South America.

Em 2024, o objetivo tem sido desenvolver ações ainda mais conectadas com a realidade das comunidades, considerando os seguintes temas prioritários: transição energética justa, educação ligada ao esporte e à cultura, economia criativa e valorização das regionalidades. Saiba mais sobre as iniciativas realizadas em 2023 em cada pilar de atuação da estratégia de ESG da EDP:

Transição justa

Diante do desafio climático global e da importância da energia elétrica nesse cenário,

a EDP tem buscado liderar a transição energética em direção a uma economia de baixo carbono.

Além dos investimentos da empresa na expansão das fontes renováveis, o Instituto EDP contribui para tornar essa transição mais justa, democrática e acessível ao incluir e envolver as populações vulneráveis nesse cenário de transformação por meio de iniciativas voltadas para a eficiência energética e o combate à pobreza energética. Em 2023, foram investidos mais de R$500 mil em seis projetos em São Paulo e Espírito Santo, beneficiando diretamente mais de 700 pessoas.

O programa social Comunidade IN atua justamente para atender a essas dores. Uma das iniciativas é a Micro Usina Solar Social, que beneficia com redução na conta de luz e energia renovável cerca de 200 famílias na Favela dos Sonhos, em Ferraz de Vasconcelos (SP). Já no Espírito Santo, a comunidade de Jabaeté, em Vila Velha, participa do projeto Comunidade Solar, que está instalando placas solares em três instituições (Tons de Amoras, Instituto GG5 e Associação de Moradores) e capacitando tecnicamente parte da comunidade em sistemas solares.

Educação inclusiva

A EDP acredita que a educação tem o poder de impulsionar o desenvolvimento sustentável, por isso, buscar atuar expandindo as dimensões educativas e introduzindo novos conhecimentos relacionados às áreas da arte, cultura e esporte, e integrando a educação às tecnologias digitais, envolvendo as comunidades nesse processo. Os projetos receberam investimento de mais de R$ 5 milhões em 2023 e tiveram como base três frentes: educação ambiental, inclusão digital e competências para educadores. Ao todo, foram beneficiadas mais de 15 mil pessoas, em 12 estados brasileiros (SP, CE, ES, GO, PA, RN, PB, MT, AP, RS, TO e SC).

O EDP nas Escolas é um a das iniciativas realizadas nesse âmbito, com o objetivo de que tem como objetivo colaborar com a qualidade do ensino público por meio de ações formativas, extracurriculares, de inclusão digital, de cidadania e de melhoria do ambiente escolar.

Cultura Transformadora

No pilar de Cultura Transformadora, as iniciativas desenvolvidas buscam promover a democratização do acesso à arte e à cultura, contribuindo para a cidadania das pessoas e comunidades nas regiões onde a EDP atua e valorizando a diversidade cultural do Brasil.

Ao todo, em 2023, foram R$ 12,5 milhões investidos em 39 projetos, beneficiando mais de 18 mil pessoas em seis estados (SP, CE, ES, RS, RN e PB). O projeto Mapa da Energia Criativa, no Vale do Paraíba (SP), por exemplo, fortalece e divulga ações culturais de 17 cidades da região, colaborando para a geração de renda dos empreendedores e proporcionando novas conexões.

Sociedade Saudável

Para uma Sociedade Saudável, a EDP busca priorizar a preservação da saúde e da vida humana, contribuindo para as políticas de saúde pública e promovendo iniciativas relacionadas à prática de esportes e ao bem-estar.

Em 2023, foram realizados 34 projetos neste pilar, com investimento de mais de R$ 7 milhões e mais de 8 mil pessoas beneficiadas em oito estados (AP, CE, ES, GO, MT, RS, SP e TO). O Projeto Futebol de Rua pela Educação é um exemplo que busca promover a inclusão esportiva de crianças e adolescente em situação de vulnerabilidade social. Atualmente, atende jovens entre 7 e 17 anos, oferecendo atividades esportivas durante o contra turno escolar em parceria com escolas municipais.

Receba as principais notícias do dia no seu WhatsApp e fique por dentro de tudo! Basta clicar aqui.

ads-geral-rodape