ads-geral-topo
Grande Vitória

Vila Velha recebe Selo Diamante por evolução no ‘Cidade Empreendedora’

Como resultado do trabalho implementado pelo prefeito Arnaldinho Borgo e sua equipe, em apenas três anos, a PMVV mais do que dobrou sua pontuação neste programa do Sebrae/ES

Por Redação

5 mins de leitura

em 10 de jun de 2024, às 09h04

Foto: Divulgação/PMVV

Em disputada solenidade realizada em Vitória, nesta sexta-feira (7) – com a presença do Governador Renato Casagrande, de vários deputados e autoridades estaduais, e com a participação de prefeitos e representantes dos 78 municípios capixabas –, Vila Velha recebeu o “Selo Diamante”, prêmio que simboliza o reconhecimento do Sebrae/ES, pelo notável desempenho da gestão canela-verde no programa “Cidade Empreendedora”.

Leia também: Festival de Inverno de Guaçuí: domingo será de samba e pagode com 3 atrações

Esse programa – que estimula o empreendedorismo e cria ações, projetos e políticas públicas de fomento voltadas especialmente para o apoio aos pequenos negócios – já se consolidou como um mecanismo estratégico de promoção do desenvolvimento social e econômico, em todos os municípios do Estado.

Evolução

Desde 2021 – quando Vila Velha iniciou sua participação no “Cidade Empreendedora”, com a tímida pontuação de 4,8 – a gestão municipal vem concentrando esforços e adotando as medidas necessárias para melhorar o seu desempenho no programa e avançar cada vez mais na classificação do Sebrae/ES.

Como resultado do trabalho implementado pelo prefeito Arnaldinho Borgo e sua equipe, em apenas três anos, a PMVV mais do que dobrou sua pontuação neste programa do Sebrae/ES. Começou com 4,8 pontos, em 2021; saltou para 8,4 pontos, em 2022; avançou para 9,6 pontos, em 2023; e evoluiu para a nota 9,8, em 2024.

Trabalhando com planejamento, organização, metodologia, metas – e também com um cronograma pontual de ações –, Vila Velha evoluiu em todos os eixos do “Cidade Empreendedora”, mantendo trajetória ascendente nos quesitos de Infraestrutura; Desburocratização; Gestão Pública Empreendedora; Compras Governamentais; Poder Público como Indutor da Inovação; Inclusão Produtiva; Liderança e Território; Educação Empreendedora; Crédito e Cooperativismo; Sala do Empreendedor e Turismo.

Método de avaliação

A metodologia do “Cidade Empreendedora” avalia os esforços da gestão pública para melhorar o ambiente de negócios em seu território; aponta lacunas de ações a serem implementadas e as possibilidades de aperfeiçoamento; e oferece um conjunto de soluções específicas para atender às necessidades de desenvolvimento de cada município participante.

O programa também analisa as competências da gestão municipal que podem ser desenvolvidas, a fim de contribuir para um ambiente mais favorável aos pequenos negócios. São elas: governança para estímulo ao empreendedorismo; programas e projetos de apoio ao empreendedorismo; regulamentação e legislação para a melhoria do ambiente de negócio; e estímulo ao setor produtivo; além de infraestrutura técnica, física e tecnológica para atendimento aos empreendedores locais.

O “Cidade Empreendedora” acontece em estados de todo o Brasil, mas o Espírito Santo foi o primeiro a obter a adesão de 100% dos seus municípios, tornando-se assim referência nacional em empreendedorismo e aperfeiçoamento das gestões municipais.

De “cidade dormitório” à “cidade empreendedora”

“Vila Velha vem passando por uma grande transformação e, em pouco tempo, deixou de ser ‘cidade dormitório’ para se tornar uma ‘cidade empreendedora‘. Hoje o município ocupa o 1º lugar no ranking estadual de transparência pública e desburocratização e possui o melhor ambiente de negócios do Estado. Também é a cidade capixaba que mais cresce, que mais gera empregos, que registra a abertura do maior número de novas empresas e que mantém o maior número de empresas em funcionamento”, afirmou o prefeito Arnaldinho Borgo.

E ele completou: “Vale lembrar que Vila Velha é a melhor cidade do Espírito Santo para se empreender e a 29ª do país, além de possuir o menor tempo de abertura de empresas no Estado e o 6º melhor Índice de Capital Humano do Brasil. Nossa meta agora é aprimorar a gestão, aumentar o ritmo de crescimento econômico, atrair mais investimentos e melhorar a arrecadação, para que Vila Velha tenha o maior orçamento anual entre todos os municípios do Estado”.

Para o secretário de Desenvolvimento Econômico de Vila Velha, Everaldo Colodetti, a gestão municipal fez o seu dever de casa: “O município promoveu atualizações importantes na Lei Geral das Micro e Pequenas Empresas e no Código Sanitário; implementou o sistema eletrônico de protocolo; atualizou o Código Municipal de Meio Ambiente; deu celeridade aos processos de licenciamento ambiental; simplificou e desburocratizou os procedimentos administrativos e garantiu maior agilidade e transparência aos projetos que tramitam na prefeitura”.

Segundo Colodetti, este conjunto de ações integradas têm contribuído de forma determinante para o desenvolvimento sustentável de Vila Velha, onde os empresários já contam com uma estrutura moderna e dinâmica, capaz de impulsionar o crescimento social e econômico de forma alinhada com a preservação ambiental.

“Temos trabalhado incansavelmente para transformar Vila Velha no maior polo de empreendedorismo e de desenvolvimento econômico do Estado. Esta foi a missão que o prefeito nos delegou e que estamos cumprindo com muita determinação e afinco”, assinalou o secretário.

Receba as principais notícias do dia no seu WhatsApp e fique por dentro de tudo! Basta clicar aqui.

ads-geral-rodape