ads-geral-topo
Esportes

Brasil empata com a Colômbia e fica em segundo no Grupo G da Copa América

Raphinha, de falta, marcou o gol da Amarelinha e Munõz empatou, ainda no primeiro tempo. O estádio, lotado, recebeu 70.971 torcedores

Por Redação

3 mins de leitura

em 03 de jul de 2024, às 08h46

Foto: Rafael Ribeiro/CBF

O Brasil empatou com a Colômbia por 1 a 1 na noite da última terça-feira (2) no Levi’s Stadium, na Califórnia, e ficou com o segundo lugar do Grupo D da Copa América. Somou cinco pontos, enquanto os colombianos conseguiram sete. O próximo desafio da Seleção será contra o Uruguai no sábado (6), em Las Vegas, pelas quartas de final.

Raphinha, de falta, marcou o gol da Amarelinha e Munõz empatou, ainda no primeiro tempo. O estádio, lotado, recebeu 70.971 torcedores.

Leia também: Maior equipe de manobras de motocicletas do Brasil estará em Cachoeiro

O jogo começou desfavorável para a Seleção Brasileira, com um cartão amarelo para Vini Jr, por falta em James Rodriguez. Com a punição, o atacante ficará fora do confronto com o Uruguai. Na sequência, o colombiano cobrou a falta e a bola bateu no travessão.

Mas a reação do time pentacampeão mundial não tardou. Aos 10 minutos, Bruno Guimarães arriscou chute de fora da área e obrigou o goleiro Vargas a se esticar todo para evitar o gol.

Um minuto depois, no entanto, a Seleção abriria o placar. Foi numa cobrança de falta de Raphinha. Ele finalizou de pé esquerdo com perfeição: Brasil 1 a 0.

Brasil e Colômbia

A Seleção não marcava um gol de falta desde novembro de 2019, quando Philippe Coutinho deixou sua marca em amistoso contra a Coreia do Sul realizado nos Emirados Árabes.

A vantagem poderia ter sido mais elástica se o árbitro Jesús Valenzuela tivesse marcado pênalti de Muñoz em Vini Jr, aos 42 minutos. O atacante brasileiro foi derrubado dentro da área. Contudo, o lance foi analisado pelo VAR, que não indicou a penalidade.

Aliás, a primeira etapa ainda reservaria outro momento importante da partida, com o gol de empate da Colômbia. Foi nos acréscimos, numa finalização de Muñoz.

No segundo tempo, a Seleção teve outra boa chance em nova falta na entrada da área. Raphinha se encarregou da cobrança e quase marcou. A bola passou rente à trave.

A Colômbia administrava o resultado e fazia passar o tempo com toque de bola de qualidade. Também levava perigo nos contra-ataques e esteve mais perto do gol. Sendo assim, criou duas grandes oportunidades, desperdiçadas por má pontaria.

Substituições no fim do jogo

O técnico Dorival Júnior promoveu substituições para tentar mudar o panorama do jogo. No intervalo, trocou Paquetá por Andreas Pereira.

Pouco depois da metade da segunda etapa, levou a campo Savinho e Ederson. E aos 40, apostou em Douglas Luiz e Endrick. No entanto, a a Seleção não conseguiu achar o gol da vitória, embora Andreas Pereira, aos 49, tenha acertado um chute com endereço certo. Mas Vargas fez grande defesa.

O Brasil jogou com Alisson, Danilo, Éder Militão, Marquinhos, Wendell (Endrick), Bruno Guimarães (Douglas Luiz), João Gomes (Ederson), Paquetá (Andreas Pereira), Raphinha, Vinícius Jr e Rodrygo (Savinho).

Fonte: CBF

Receba as principais notícias do dia no seu WhatsApp e fique por dentro de tudo! Basta clicar aqui.

ads-geral-rodape