ads-geral-topo

Eleições em Cachoeiro e os próximos passos “não revelados” do Juninho

Considerado "carta fora do baralho", ele voltou a figurar na mesa do debate eleitoral.

3 mins de leitura

em 10 de jun de 2024, às 11h27

Foto: Divulgação

A política eleitoral em Cachoeiro começa a ganhar corpo com a “oficialização das pré-candidaturas a prefeito da cidade. Porém, uma “carta”, considerada fora do baralho, voltou a figurar na mesa do debate eleitoral.

Trata-se do vereador Junior Corrêa (Novo). Inicialmente, era o principal pré-candidato da direita em Cachoeiro, inclusive, pontuando bem nas pesquisas. Mas, após um retiro espiritual, anunciou, em fevereiro deste ano, o afastamento da vida política para se dedicar ao sacerdócio e, se a igreja quisesse, ser padre.

Consequências da decisão

A decisão mexeu não só com os eleitores da direita, mas com todas articulações políticas que vinham sendo feitas.

Com a saída do Junior Corrêa do cenário eleitoral, por exemplo, a extrema direita, liderada pelo PL, partido ao qual era filiado à época, foi obrigada a lançar o vereador Léo Camargo (PL), na tentativa de segurar parte desse capital político, que havia ficado “órfão”.

Os pré-candidatos da esquerda e do centro, apesar de negarem, se animaram, uma vez que um nome competitivo desistiu e isso reduziria a polarização.

Bagunça no “coreto”

Nesse “meio tempo”, também apareceu uma figura importante no contexto político do Espírito Santo, o ex-prefeito de Cachoeiro e deputado estadual Theodorico Ferraço (PP), que lançou a pré-candidatura e “bagunçou o coreto”. Bem nem colocou o nome na rua, já estava liderando pesquisas.

Porém, quando todos já estavam remontando as suas estratégias, sem levar em consideração a participação direta do Junior Corrêa, de repente ele aparece, novamente, e reconsidera voltar à política e avaliar participação nas eleições 2024.

Na coletiva, todos achavam que ele iria confirmar as especulações de que seria ou será o vice-prefeito na chapa do Ferraço. Entretanto, driblou a imprensa e, mais uma vez, deixou em aberto o seu futuro na política.

Próximos passos “não revelados”

Inquieto, procurei Junior Corrêa ao final da coletiva e questionei quais serão os seus próximos passos e ele revelou. Assista ao vídeo:

Quem são os pré-candidatos a prefeito de Cachoeiro?

Até o momento, pelo menos, quatro pré-candidatos figuram no cenário de disputa da Prefeitura de Cachoeiro de Itapemirim: o deputado estadual Theodorico Ferraço (PP); a ex-secretária municipal de Obras da da Capital Secreta Lorena Vasques (PSB); o vereador Léo Camargo (PL) e o ex-secretário municipal de Vitória Diego Libardi (Republicanos).

As informações/opiniões aqui escritas são de cunho pessoal e não necessariamente refletem os posicionamentos do AQUINOTICIAS.COM

Receba as principais notícias do dia no seu WhatsApp e fique por dentro de tudo! Basta clicar aqui.

ads-geral-rodape