ads-geral-topo

Transtornos no trânsito de Cachoeiro; a culpa é (só) da prefeitura?

Além de algumas ações da prefeitura, como obras inacabadas e interdição de vias importantes, a falta de respeito e educação de alguns motoristas e motociclistas também contribuem para o "tráfego desordenado"

em 28 de dez de 2023, às 11h41

3 mins de leitura

Foto: Márcia Leal/PMCI

Por: Flavio Cirilo
[email protected]
(28) 99959-6506

O trânsito na cidade de Cachoeiro de Itapemirim não é dos melhores. Além de algumas ações da prefeitura, como obras inacabadas e interdição de vias importantes, a falta de respeito e educação de alguns motoristas e motociclistas também tem contribuído para o “tráfego desordenado” na Capital Secreta.

É notório o esforço por parte da Prefeitura de Cachoeiro para tentar melhorar a fluidez no tráfego de veículos da cidade, até um Plano de Mobilidade Urbana foi criado. As intervenções, inclusive, já começaram e trouxeram com elas uma série de reclamações.

As muretas

A mais recente delas foi a instalação de muretas em algumas avenidas. No último dia 12 de dezembro, por exemplo, um carro, Fiat Pálio, de cor vermelha, ficou agarrado em cima da mureta central, na avenida Francisco Lacerda de Aguiar, na altura do bairro Gilberto Machado.

Testemunhas apontaram que o motorista não avistou a intervenção e invadiu com o carro, ficando com o fundo do veículo preso na mureta.

O “agarramento” ou batida de veículos em muretas se repetiram, pelo menos, umas quatro vezes, na semana em diversos locais em que os parapeitos foram instalados.

Balizadores

A prefeitura reconheceu que as muretas precisavam de uma melhor identificação e correu para sinalizar. Foram fixados em cima das muretas balizadores com películas que refletem a luz do farol.

Esteticamente não ficou muito bom, mas parece que resolveu. Depois dessa intervenção, os agarramentos e batidas diminuíram.

Mas as imprudências continuam

Apesar dos esforços do poder público, os acidentes continuaram, por quê?

Nesta quarta-feira (27), um fato chamou a atenção para a falta de educação e irresponsabilidade de alguns motoristas, que embalados pelo “jeitinho brasileiro”, sempre se arriscam e colocam a vida de outras pessoas em risco também.

A imprudência da vez resultou em um acidente na avenida Aristídes Campos, na altura do bairro Basiléia.

A culpa não foi da sinalização

Um vídeo, enviado para a redação do AQUINOTÍCIAS.COM, mostra uma carreta parada no meio da avenida e um carro, modelo Chevrolet Onix, atravessado em frente a carreta.

Pela posição, é possível observar que o motorista do carro subia a rua Jacinto Pastro, quando tentou fazer uma conversão sentido ao bairro Campo Leopoldina, mas acabou sendo atingido pela carreta.

Dessa vez, a culpa não foi da Prefeitura de Cachoeiro ou das suas intervenções, mas sim de uma conversão proibida grave.

Quando doer no bolso…

A indústria da multa é um dos temas mais questionados por quem dirige, mas pensando bem ela só existe porque tem motorista imprudente, demais por sinal, que a alimenta.

E, no caso de Cachoeiro, a aplicação de multas e instalação de câmeras, tendo como fim a punição de condutores imprudentes, seria uma alternativa para, em longo prazo, tentar ordenar o trânsito na cidade.

Campanhas educativas

Outra possibilidade, seria a intensificação de campanhas de conscientização, visando explicar ( o óbvio) os riscos que o comportamento imprudente no trânsito pode causar a pedestres e motoristas.

As informações/opiniões aqui escritas são de cunho pessoal e não necessariamente refletem os posicionamentos do AQUINOTICIAS.COM

Receba as principais notícias do dia no seu WhatsApp e fique por dentro de tudo! Basta clicar aqui.

ads-geral-rodape