ads-geral-topo
Segurança

Mulher é indiciada por crime de racismo após eleições do ano passado

A indiciada propagou discurso de ódio contra nordestinos, após o resultado do pleito presidencial

Por Redação

em 09 de out de 2023, às 11h25

1 min de leitura

Foto: Polícia Civil

Uma mulher de 21 anos foi indiciada por crime de racismo praticado após as eleições presidenciais do ano passado no município de Linhares, no Norte do Espírito Santo.

De acordo com informações da Polícia Civil (PC), a equipe recebeu denúncias de que uma mulher, estudante do curso de Direito, estaria propagando discursos de ódio contra nordestinos, direcionados principalmente a população do Estado da Bahia. A mulher também utilizou um grupo em um aplicativo de mensagens para difundir pensamentos xenofóbicos e comentários ofensivos e racistas.

A indiciada foi interrogada e confessou o crime. Todas as conversas que comprovaram o crime estavam salvas pela PC. Outras pessoas foram ouvidas e, ao final da investigação, a mulher foi indiciada pelo crime de racismo, previsto no art. 20 da Lei nº 7.716, de 05 de janeiro de 1989. A pena para esse tipo de crime pode variar entre dois e cinco anos de reclusão e multa.

Leia também:

PM é recebida a tiros durante patrulhamento em cidade do ES

Homem com mandado de prisão em aberto é preso pela PC em Guaçuí

Receba as principais notícias do dia no seu WhatsApp e fique por dentro de tudo! Basta clicar aqui.

ads-geral-rodape