ads-geral-topo
Política

Comissão aprova validade indeterminada para laudo de deficiência no ES

Mazinho dos Anjos afirmou que, mesmo com parecer favorável pela constitucionalidade, será a Comissão de Saúde que avaliará a proposta para posterior deliberação do Plenário.

Por Redação

2 mins de leitura

em 14 de maio de 2024, às 18h40

Foto: Reprodução | Agência Brasil

Dos 11 projetos de lei analisados pelos deputados em reunião ordinária híbrida da Comissão de Constituição e Justiça, nesta terça-feira (14), quatro tiveram pareceres pela inconstitucionalidade e sete receberam manifestações favoráveis. As propostas rejeitadas pelo colegiado serão devolvidas aos deputados autores, que poderão recorrer à própria comissão.

Já entre as sete propostas consideradas constitucionais está o Projeto de Lei (PL) 326/2023, de autoria da deputada Camila Valadão (Psol), relatado pelo presidente da comissão, Mazinho dos Anjos (PSDB). 

LEIA TAMBÉM: Colheita do café conilon 2024 começa em todo o Espírito Santo

O PL institui o prazo indeterminado para a concessão de laudos e relatórios médicos que atestem qualquer deficiência, doença ou transtorno permanente. Mazinho dos Anjos afirmou que, mesmo com parecer favorável pela constitucionalidade, será a Comissão de Saúde que avaliará a proposta para posterior deliberação do Plenário.

A reunião contou com as presenças, além de Mazinho dos Anjos, dos deputados Lucas Polese (PL), Capitão Assumção (PL) e Raquel Lessa (PP). Dos Anjos destacou a importância dos projetos aprovados e disse que as propostas consideradas inconstitucionais foram analisadas com critério pela comissão, que passou um “pente fino” no que constava na pauta.

Receba as principais notícias do dia no seu WhatsApp e fique por dentro de tudo! Basta clicar aqui.

ads-geral-rodape