ads-geral-topo
Saúde e Bem-estar

Coqueluche: mobilização intensifica vacinação em creches do Sul do ES

As crianças devem ter três doses da vacina no esquema primário e doses de reforço aos 15 meses e aos 4 anos

Por Redação

3 mins de leitura

em 06 de jun de 2024, às 12h12

Foto: Divulgação/SESA

Os 78 municípios capixabas estão sendo mobilizados para intensificar as ações extramuros de vacinação contra coqueluche, diante do alerta do Ministério da Saúde sobre o aumento de casos de coqueluche em países da Ásia e Europa, feito neste mês.

Leia também: Empresa mobiliza funcionários para doar sangue na Santa Casa Cachoeiro

A ideia é realizar a imunização contra a doença em creches, escolas, locais de grande movimentação de pessoas, além de fazer busca ativa nas comunidades, para ampliação da cobertura vacinal.

Uma das novidades, de forma excepcional, é a vacinação de trabalhadores que atuam em berçários e creches com atendimento de crianças até 4 anos de idade. Além deles, devem ser vacinadas crianças (até seis meses), gestantes, mulheres com pós-parto, doulas e profissionais da área da saúde (sobretudo que atuam nas áreas de Ginecologia e Obstetrícia, Parto e Pós-parto e Pediatria).

Lembrando que as crianças devem ter três doses da vacina no esquema primário e doses de reforço aos 15 meses e aos 4 anos de idade para estarem totalmente protegidas contra a doença.

A orientação para esse público é procurar as unidades básicas de saúde nos municípios, com o cartão de vacinação, para receber as vacinas Pentavalente, a DTP e dTpa tipo adulto.

A Coordenação do Programa Estadual de Imunizações e Vigilância das Doenças Imunopreveníveis da Secretaria da Saúde faz a gestão do trabalho de vacinação e a vigilância da coqueluche no Espírito Santo.

“A meta é atingir 95% da cobertura vacinal das crianças e gestantes no Brasil. Em 2024, até o mês de abril, a cobertura vacinal da coqueluche no Espírito Santo está em 90,24% para crianças menores de um ano, 80,10% para crianças com um ano, 83,59% para crianças com quatro anos e 114,18% para gestantes”, afirmou a coordenadora do Programa, Danielle Grillo.

Dados

Em relação à situação epidemiológica da coqueluche no Estado, neste ano, foram quatro casos confirmados até 5 de junho de 2024, em Cariacica, Serra e Vila Velha.

Confira os casos confirmados por ano:

  • 2020: 6 casos confirmados em Guaçuí, Guarapari, Serra e Vila Velha.
  • 2021: 0 casos.
  • 2022: 2 casos confirmados em Cariacica e Serra.
  • 2023: 7 casos confirmados em Cachoeiro de Itapemirim, Colatina, Itapemirim, Rio Novo do Sul, Serra e Vila Velha.
  • 2024: 4 casos confirmados em Cariacica, Serra e Vila Velha (até 5/6/2024)

Os dados sobre vacinação podem ser conferidos em https://saude.es.gov.br/coberturas-vacinais-2 e no Site Vacina e Confia (https://vacinaeconfia.es.gov.br/cidadaos/).

Receba as principais notícias do dia no seu WhatsApp e fique por dentro de tudo! Basta clicar aqui.

ads-geral-rodape