ads-geral-topo
Cidades

Município do Sul está a caminho de se tornar uma cidade inteligente

O projeto é uma parceria do Banco de Desenvolvimento do Espírito Santo (Bandes) com o Instituto de Planejamento e Gestão de Cidades (IPGC)

Por Redação

5 mins de leitura

em 06 de jun de 2024, às 10h18

Foto: Divulgação/Governo do ES

Em uma iniciativa pautada na modernização da infraestrutura urbana e na contribuição para o desenvolvimento das potencialidades regionais do Espírito Santo, o ES Inteligente conta com a adesão de 24 cidades, representando cerca de 30% do Estado.

Leia também: Fenecon 2024: turismo de experiência é destaque na Feira de Negócios

Na última semana, o programa de estruturação de parcerias público-privada (PPP) avançou com a entrega dos Estudos de Viabilidade Técnica, Econômica, Jurídica e Ambiental (EVTEJA) para a modelagem de mais três municípios capixabas: Colatina, Cariacica e Vargem Alta. Agora, o próximo passo é a abertura das consultas públicas para a participação da população nos processos.

O projeto é uma parceria do Banco de Desenvolvimento do Espírito Santo (Bandes) com o Instituto de Planejamento e Gestão de Cidades (IPGC) e tem tido importantes avanços nos trâmites para o lançamento das primeiras modelagens. Alegre, Afonso Cláudio e Venda Nova do Imigrante também receberam estudos de viabilidade técnica e já podem avançar para os estágios finais de seus projetos, como os processos licitatórios. Os relatórios apontaram excelente viabilidade econômica, posicionando-os para se tornarem as primeiras cidades inteligentes do Estado.

Estas primeiras modelagens no Espírito Santo abrangem serviços essenciais como eficientização, operação e manutenção do parque de iluminação pública, redes de telecomunicações, videomonitoramento e a instalação de miniusinas de energia solar para prédios públicos. A iniciativa reduz gastos, por meio da inovação e da eficiência no setor privado, agregando mais qualidade de vida aos cidadãos, combinada à conectividade, à sustentabilidade e à segurança.

As smart cities: Cariacica, Colatina e Vargem Alta

Um dos destaques recentes é o projeto de Cidade Inteligente em Cariacica. Com uma demanda proporcional à sua posição de terceiro município com a maior população do Estado, o projeto incluirá a modernização de mais de 39 mil pontos de iluminação pública, a instalação de 184 quilômetros de fibra ótica para conexão de 206 prédios públicos, 109 pontos de wi-fi público, 67 pontos de videomonitoramento com 80 câmeras e a geração de quase cinco milhões de kilowatts por ano em energia fotovoltaica. A modelagem contribuirá para a melhoria da eficiência dos serviços urbanos e da segurança pública, além de uma economia prevista de mais de 80% aos cofres públicos.

Em Colatina, a PPP será para a estruturação de uma usina solar para geração de energia limpa. Com produção de cerca de 4,6 milhões de kilowatts por ano, espera-se uma economia próxima de R$ 58 milhões aos cofres públicos, além da contribuição para a sustentabilidade da região e a redução nas emissões de carbono.

Já em Vargem Alta, o projeto envolve a modernização de mais de dois mil pontos de iluminação pública, o que contribuirá para a redução do consumo de energia em média de 50%. Para ampliar a conectividade, serão instalados 37 quilômetros de fibra óptica para 56 prédios públicos, além da implementação de 33 pontos de Wi-Fi público. O reforço da segurança no município será possibilitado pela instalação de mais 14 pontos de videomonitoramento com 26 câmeras e a sustentabilidade energética, pela geração de cerca de 540 mil por ano em energia fotovoltaica.

O diretor de Negócios do Bandes, Marcos Kneip Navarro, destacou a importância do programa para o Estado. “O ES Inteligente é um marco para o desenvolvimento inovador e sustentável dos municípios capixabas. Ao estruturar a modernização e a eficiência dos serviços urbanos, estamos investindo no bem-estar da população e na preservação ambiental, por meio da geração de energia limpa. Dessa forma, o programa incentiva a transformação do Espírito Santo em um Estado mais inteligente e conectado”.
Já o coordenador do Núcleo de Gestão de Concessões e Parcerias do banco capixaba, Vilker Zucolotto Pessin explicou que a assessoria gratuita oferecida pelo ES Inteligente permite que os municípios desenvolvam projetos de infraestrutura inovadores, sem onerar os cofres públicos. “A implementação desses projetos resulta em cidades mais seguras, conectadas e sustentáveis, gerando um impacto positivo direto na qualidade de vida da população”, salientou.

Conheça o ES Inteligente
Desde 2020, o ES Inteligente abrange a estruturação de projetos de cidades inteligentes e de saneamento básico para as cidades do Estado do Espírito Santo. Basta que o município faça sua adesão ao Programa para que seja iniciada a execução de um plano de trabalho em ações sinérgicas do Bandes, Instituto de Planejamento e Gestão de Cidades (IPGC) e município.

O programa oferece assessoria aos municípios para a estruturação de projetos de infraestrutura em áreas cruciais, com excelentes modelagens nas frentes de cidades inteligentes e saneamento básico.

Receba as principais notícias do dia no seu WhatsApp e fique por dentro de tudo! Basta clicar aqui.

ads-geral-rodape