ads-geral-topo
Cidades

Relíquias de Santa Teresinha chegam a Cachoeiro neste sábado (6)

A urna, que está no Brasil desde o início do ano, vai sair do Carmelo de Nazaré, em Cariacica, e será recepcionada no início da tarde no trevo da Safra, em Itapemirim

Por Redação

5 mins de leitura

em 03 de jul de 2024, às 17h53

Foto: Diocese de Cachoeiro

Os católicos do Sul do Espírito Santo vão ter a chance de vivenciar um momento especial de devoção à Santa Teresinha do Menino Jesus. As relíquias de primeiro grau da jovem freira carmelita, canonizada no século XX, vão peregrinar por Cachoeiro de Itapemirim.

O relicário contendo o fêmur e ossos do pé da Santa das Rosas, como é conhecida, chegará a cidade no sábado, 6 de julho, às 11 horas.

LEIA TAMBÉM: Escola em Jerônimo realiza ‘Feira da EJA’ com foco no agronegócio

A urna, que está no Brasil desde o início do ano, vai sair do Carmelo de Nazaré, em Cariacica, e será recepcionada no início da tarde no trevo da Safra, em Itapemirim, dando início à peregrinação em território cachoeirense, que vai durar até a próxima terça-feira, 09 (veja a programação completa ao final do texto).

Enviadas diretamente de Lisieux, na França, as relíquias expressam a dimensão missionária da santa que é uma das maiores referências religiosas dos tempos modernos.

A peregrinação do relicário ao sul do estado, pela 2ª vez, ocorre em homenagem aos 150 anos de nascimento de Santa Teresinha, que foi comemorado em janeiro de 2023, e pela celebração dos 100 anos de sua canonização, que ocorrerá em 2025. Diversas Dioceses do Brasil estão recendo o relicário.

“O coração fica até acelerado com essa oportunidade de recebê-la (Santa Teresinha) pela segunda vez em nossa diocese. Terezinha é uma santa muito coerente nas palavras e foi ela quem disse: ‘Não quero ficar no céu, quero passar meu céu fazendo o bem à terra’. Ela está mesmo no meio de nós e derramando graças, luz e bênçãos nas famílias, paróquias, padres e em toda nossa diocese”, expressou a Madre Superiora do Carmelo São José, Irmã Maria Salete de Cristo Rei.

Da Safra, a urna será levada pelo Corpo de Bombeiros para a Catedral de São Pedro, no Centro de Cachoeiro, onde o bispo diocesano, Dom Luiz Fernando Lisboa CP, presidirá a Missa Solene de acolhida, às 12 horas. Da Catedral, o relicário segue para o Encontro Regional da Juventude (ERJ), que acontecerá no sábado, 06, no Ginásio do Centro Universitário São Camilo, no bairro paraíso e depois será levado ao Carmelo São José, em Vargem Grande de Soturno, onde permanecerá por três dias.

De Cachoeiro, as relíquias da santa francesa seguem para o Rio de Janeiro.

Marie-Françoise-Thérèse Martin, nome de batismo de santa Teresa de Lisieux ou Teresinha do Menino Jesus, é uma das santas mais populares do Brasil. Ela nasceu em 2 de janeiro de 1873, em Alençon, na França, e morreu em setembro de 1897, com apenas 24 anos. Com a autorização do Papa Leão XIII, ela entrou no Mosteiro das Carmelitas, em Lisieux, na França, com apenas 15 anos de idade.

Padroeira das missões sem nunca ter saído do Carmelo, Santa Teresinha dedicou-se a rezar pela conversão das almas e pelos sacerdotes. Ela foi beatificada, em 1923, e canonizada pelo Papa Pio XI, em 1925. As rosas na imagem de Santa Teresinha simbolizam uma promessa que ela fez antes de morrer ao dizer às irmãs do convento que iria fazer “cair uma chuva de rosas” sobre os que pedem em oração pela sua intercessão.

O Papa João Paulo II nomeou Teresa de Lisieux Doutora da Igreja Católica em 19 de outubro de 1997 e designou-a por “Doutora em Ciência do Amor”. Atualmente, Teresa de Lisieux é a única mulher francesa a ser Doutora da Igreja entre os 36 Doutores reconhecidos em todo o mundo. Essa honra comprovou que sua doutrina, o seu ensinamento, o caminho que ela traça são dirigidos a toda a humanidade por meio de um amor universal que transcende todos os tempos e lugares, podendo ser encontrado em todas as culturas.

Programação da Peregrinação das Relíquias de Santa Teresinha

 06 de julho (sábado)

  • 11h00: Chegada das Relíquias na Safra
  • 12h00: Missa Solene de acolhida
  • 15h00: Saída para a Jornada Regional da Juventude – Centro Universitário São Camilo
  • 17h00: Chegada das Relíquia ao Carmelo São José – Soturno
  • 19h00: Santa Missa – Carmelo São José – Pe. Juliano Ribeiro
  • 22h00: Vigília até às 05h30 (domingo)

07 de julho (domingo)

  • 05h30: Laudes – Monjas Carmelitas
  • 07h00: Santa Missa – Pe. João Batista Maroni
  • 09h00: Santa Missa – Adilson Santana do Carmo, CP
  • 11h00: Santa Missa – Cristian Vieira Batista
  • 15h00: Santa Missa – Pe. Carlos R. Carvalho
  • 17h00: Vésperas – Monjas Carmelitas
  • 18h00: Santa Missa – Frei Cleber Abel dos Santos, OFM.Cap

08 de julho (segunda-feira)

  • 05h30: Laudes – Monjas Carmelitas
  • 07h00: Santa Missa – Frades Agostinianos Recoletos – Cachoeiro
  • 09h30: Momento de Oração – Com. Santa Teresinha
  • 11h00: Santa Missa – Frei Milton Gonçalves Rocha, CFP

Após a Santa Missa, as Relíquias seguirão para Mimoso Sul, município do Espírito Santo mais atingido pela chuva de março.

09 de julho (Terça-feira)

  • 06h00: Santa Missa – Pe. Enildo Genésio de Souza

Após a Santa Missa, as Relíquias seguirão para Diocese de Campos dos Goytacazes, no Rio de Janeiro.  

Receba as principais notícias do dia no seu WhatsApp e fique por dentro de tudo! Basta clicar aqui.

ads-geral-rodape