ads-geral-topo
Cidades

Arranjos Produtivos: Vargem Alta é palco do primeiro dia de campo

A coordenação do projeto está a cargo da Casa dos Municípios da Assembleia, e a aula prática realizada hoje abordou temas cruciais para o cultivo da uva

Por Redação

2 mins de leitura

em 24 de jan de 2024, às 16h30

Foto: Bruno Fritz

Nesta quarta-feira (24), agricultores de sete municípios participaram da primeira edição do Dia de Campo, que marca o início da segunda etapa do Projeto dos Arranjos Produtivos. A iniciativa, promovida pela Assembleia Legislativa em parceria com o governo do Espírito Santo, visa capacitar agricultores familiares em 23 municípios capixabas, estimulando a diversificação de suas atividades agrícolas e proporcionando novas oportunidades.

A coordenação do projeto está a cargo da Casa dos Municípios da Assembleia, e a aula prática realizada hoje abordou temas cruciais para o cultivo da uva, incluindo plantio, poda e beneficiamento. A experiência aconteceu nas instalações da empresa MD Frutos da Terra, reconhecida pela produção de uva e vinho provenientes de suas plantações.

Leia também: Turismo: cadastro de cidades em site do ministério impulsiona setor no ES

O deputado Marcelo Santos, presidente da Assembleia, destacou a importância da segunda etapa do Projeto dos Arranjos Produtivos. “Após identificarmos o desejo dos agricultores em diversificar suas plantações e explorar novas oportunidades, nossos técnicos realizaram um levantamento nas propriedades, fornecendo todo o conhecimento necessário para que possam iniciar uma nova atividade, produzindo mais e melhor para garantir o aumento da renda familiar”.

Foto: Bruno Fritz

A participação neste primeiro Dia de Campo contou com agricultores dos municípios de Vargem Alta, Itapemirim, Piúma, Brejetuba, Anchieta, Colatina e Jerônimo Monteiro. A troca de experiências e a aprendizagem prática foram pontos destacados pelos participantes.

A próxima edição do Dia de Campo está programada para o dia 2 de fevereiro, no município de Nova Venécia. Importante ressaltar que toda a capacitação oferecida é gratuita, e ao final do programa, os agricultores receberão as mudas necessárias para iniciar seus plantios.
“Essa iniciativa visa não apenas fortalecer o setor agrícola, principalmente a agricultura de base familiar, mas também promover o desenvolvimento sustentável e a melhoria das condições de vida de homens e mulheres do campo”, ressaltou o presidente da Assembleia, deputado Marcelo Santos.

Receba as principais notícias do dia no seu WhatsApp e fique por dentro de tudo! Basta clicar aqui.

ads-geral-rodape