ads-geral-topo
Política

Telefonia móvel no ES: projeto obriga restituição a usuários por falhas 

Proposta prevê que consumidor receberá de volta o valor relativo à interrupção de serviços de telefonia móvel

Por Redação

2 mins de leitura

em 05 de jun de 2024, às 17h28

Foto: Marcello Casal Jr. | Agência Brasil

Os serviços de telefonia móvel no Espírito Santo podem ficar melhores para os consumidores do Espírito Santo. Para isso, o deputado Vandinho Leite (PSDB) apresentou, na Assembleia Legislativa (Ales), o Projeto de Lei (PL) 289/2024, que prevê o direito ao ressarcimento por interrupções nos serviços.

A proposta obriga as concessionárias de telefonia móvel que atuam no Estado a restituir valor aos usuários pelos dias em que os serviços forem interrompidos total ou parcialmente, devido a falhas na prestação dos serviços. 

LEIA TAMBÉM: Produtor rural de Dores do Rio Preto comemora 100 anos

De acordo com o projeto, o ressarcimento deverá ser concedido na forma de desconto proporcional ao período de interrupção e aplicado diretamente na fatura seguinte ou mediante crédito em conta pré-paga. Além disso, o projeto garante aos consumidores o direito de solicitar a devolução retroativa para interrupção dos serviços ocorrida nos últimos 12 meses.

Alinhado ao princípio da transparência e da informação estabelecido no artigo 6º do Código de Defesa do Consumidor, o projeto obriga as concessionárias a informar claramente aos consumidores sobre seus direitos de ressarcimento, incluindo procedimentos para solicitar e obter o benefício. As faturas e extratos de cobrança devem apresentar, de forma transparente, os valores descontados ou creditados devido a interrupções nos serviços, garantindo a prestação de contas aos consumidores.

A fiscalização do cumprimento das medidas ficará a cargo da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) e dos órgãos estaduais e municipais de defesa do consumidor no Espírito Santo.

Na justificativa do projeto, o deputado afirma que a iniciativa busca não apenas proteger os direitos dos consumidores, mas também promover a transparência nas relações de consumo e assegurar uma prestação de serviços de telefonia móvel mais justa e equitativa.

“Ao estabelecer a obrigação das concessionárias de informar claramente aos consumidores sobre seus direitos de ressarcimento por interrupções nos serviços, a presente lei busca garantir que os consumidores estejam devidamente cientes de seus direitos e possam exercê-los de forma eficaz”, defende Vandinho. 

Tramitação

O PL 289/2024 vai ser analisado pelas comissões de Justiça, de Defesa do Consumidor e de Finanças, antes de ser votado pelo Plenário. 

Receba as principais notícias do dia no seu WhatsApp e fique por dentro de tudo! Basta clicar aqui.

ads-geral-rodape